Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

No passado fim de semana, o Marseille venceu por 2-1 o Nice no Estádio Vélodrome, num jogo a contar para a 36ª jornada. Um resultado que permite aos marselheses alcançar o quinto lugar com 58 pontos, com um ponto de vantagem sobre o Bordeaux. Recorde-se que o quinto lugar dá acesso à Liga Europa.

De notar que neste encontro, tivemos um duelo entre dois defesas Portugueses, Rolando do lado do Marseille, e Ricardo Pereira do lado do Nice. O LusoJornal teve a oportunidade de falar há alguns dias com o internacional português, Rolando.

 

Qual é o objetivo neste momento?

Queremos chegar à Liga Europa. Neste momento, o quinto lugar dá acesso às competições europeias e queremos chegar a esse objetivo. Queremos ter a certeza de estar na Liga Europa. Admito que o sexto lugar também pode dar acesso às competições europeias se o PSG vencer a Taça de França, mas isso não depende de nós. Por isso o importante é vencer todos os jogos para chegar ao quinto lugar.

 

Esta temporada é melhor do que aquela do ano passado?

Já nem me lembrava da época passada (risos). A temporada passada foi muito complicada, e ainda mais para mim visto que chegava num novo clube, num grande clube, mas que lutava pela manutenção. Este ano tudo é mais positivo, apesar do início ter sido complicado com todas as mudanças, mas agora posso dizer que é muito positivo. Estamos num bom momento, e se chegamos à Liga Europa, é uma época espetacular.

 

Como têm evoluído as mudanças?

O básico, o mais importante, já está estabilizado. Temos um treinador há algum tempo e temos dirigentes que estão também a trabalhar há algum tempo connosco. Agora só faltam os pequenos detalhes a limar. Estamos com uma estrutura forte e para o ano vai ser ainda melhor.

 

Rolando tem sido o patrão da defesa do Marseille?

Qualquer defesa tem que ser responsável. Somos a última barreira antes do guarda-redes e a linha defensiva é muito importante. Não gosto de me sentir patrão, eu penso somente nos jogos que temos de disputar. Eu continuo a trabalhar diariamente para estar no onze da equipa. Eu apenas gosto é de estar dentro das quatro linhas, nada mais.

 

Sente a vontade de continuar no Marseille?

Eu sempre disse que queria cumprir os três anos de contrato que assinei com o Marseille. Ainda tenho um ano, depois desta temporada, e quero ficar aqui. Sinto-me bem no clube, ainda por cima o projeto agora é ambicioso e seduz toda a gente. Tenho ainda um ano de contrato mas veremos o que se vai passar.

 

Uma nota sobre o FC Porto, ainda pode ser Campeão?

O Porto está habituado a terminar bem o Campeonato. Eu sei que naquela casa, acredita-se até ao fim e até à última jornada, os jogadores vão tentar tudo para ganhar. O problema é que o Porto não depende de si para ganhar o título. Como adepto e como antigo jogador do clube, sei que os jogadores vão dar tudo. Tudo ainda pode ser possível, esperando que o nosso adversário tenha um deslize. Há que acreditar até ao fim. Há sempre surpresas.

Na próxima jornada, o Marseille defronta o Bordeaux no Estádio Matmut Atlantique, num duelo para definir o quinto lugar. De notar que neste momento, na Ligue 1, o Monaco está no primeiro lugar com 86 pontos, mais três do que o Paris Saint Germain.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
6.9