Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Filipe Albuquerque vai alinhar pelo quarto ano consecutivo nas 24H de Le Mans previstas para aos dias 17 e 18 de junho. O piloto português estará ao volante do Ligier da United Motorsports dividindo, como habitual este ano, a condução com Will Owen e Hugo de Sadeleer.

A participação na mais emblemática prova de endurance será a segunda que faz ao volante de um LMP2 depois de duas outras em LMP1. Apesar de em todas as edições ter estado em plano de evidência, por uma ou outra razão, os resultados finais nem sempre espelharem a performance. Filipe espera por isso conseguir contrariar esses mesmos resultados sabendo de antemão que vai partilhar o seu protótipo com dois estreantes na prova. “Estou muito contente por poder voltar a Le Mans. Como todos sabem é uma corrida muito especial onde todos os pilotos querem estar. Este ano vai ser ainda mais especiais devido ao facto dos LMP2 estarem bem mais rápido. Estou curioso por perceber quais serão os tempos por volta e de viver novamente tudo o que as 24H de Le Mans envolvem”, começou por explicar Albuquerque.

 

Filipe Albuquerque-ligier

Filipe Albuquerque

Apesar dos seus companheiros de equipa serem estreantes na prova, Filipe não considera isso um grande problema: “Não estamos a disputar o mundial por isso não há a pressão do resultado final. Para além disso vamos correr em Monza, o melhor circuito para preparar Le Mans. Há o fator noite que é sempre decisivo e que requer algumas cautelas mas o Hugo e o Will saberão como contornar esse ‘handicap’. Estou certo que modo geral vamos fazer uma boa corrida. Em termos pessoais gostava de finalmente terminar nos lugares do pódio. Nas três participações anteriores houve sempre alguma coisa a impossibilitar, espero que este ano não e que possa finalmente festejar”, rematou.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
8.7