Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A Associação Portuguesa Ronda Minhota de Saint Jean-de-Braye (45), nos arredores de Orléans, levou a efeito no fim de semana de 18 e 19 de junho, a sua tradicional festa de verão. Com a presença de muito público e um tempo muito quente, de verdadeira “canícula”, o débito de bebidas refrescantes foi necessariamente intenso.

No sábado, teve lugar o baile animado pelo grupo musical Kapa Negra. Antes da sua atuação, foi a ocasião para um bom jantar genuinamente português que reuniu centenas de pessoas e a proposta do prato especial “Bacalhau à Ronda” que bem pode juntar-se à reconhecida fórmula “mil maneiras de cozinhar bacalhau”.

No domingo, o Festival de folclore foi animado por Jerôme Campos, antigo Presidente da rádio Arc en Ciel de Orléans, atualmente seu Vice-Presidente, e também membro da Ronda Minhota.

Nada menos de seis grupos participaram no festival, entre eles os ranchos folclóricos Os Aventureiros de Thiais, Rancho Nossa Terra de Salbris, Alegria do Minho de Vierzon, Soleil de Portugal de Meung-sur-Loire, Ronda Minhota de Saint Jean-de-Braye, aos quais se juntou a alegria e o vigor do grupo Bombos Amarantinos de Olivet.

O novo Presidente da Ronda Minhota, João Filipe Lourenço Marques, o Vice-Presidente António Fernandes, a Tesoureira Cristina Carvalho, o Vice-Tesoureiro Manuel Matos, a Secretária Océane Monteiro, a Vice-Secretária Leonor Marques, acompanhados por muitos voluntários da associação, multiplicavam-se para perenizar o sucesso que a Ronda Minhota tem vindo a oferecer ao longo dos últimos anos, fruto de muito trabalho e devoção permanentes.

Pelo 9° ano consecutivo, desde que assumiu funções, o Cônsul honorário de Portugal em Orléans, José de Paiva, esteve presente na festa da Ronda Minhota. Chamado ao palco para entregar alguns prémios, o Cônsul honorário dirigiu-se aos presentes, lembrando que as férias aproximavam e formulando votos de boa viagem e atenção nas estradas aos muitos compatriotas que vão a Portugal e pediu um minuto de silêncio em lembrança das vítimas e de pesar pelas famílias que naquele mesmo momento sofriam com o terrível incêndio que avassalou Pedrogão Grande e arredores.

Criada em 1978, a Associação Cultural e Social Ronda Minhota de Saint Jean-de-Braye, na periferia de Orléans, é uma das mais antigas da região. Dispõe de locais e terrenos próprios, mais de 3.000 metros quadrados adquiridos com esforço ao longo dos anos. Os trabalhos não param. Todos os anos, presidentes e associados continuam a desenvolver benfeitorias para que a sua associação possa dispor de melhores condições de acolhimento.

Saint Jean-de-Braye situa-se a apenas 5 km de Orléans e tem aproximadamente 20.000 habitantes, dos quais mais de 2.000 de origem portuguesa.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
7.1