Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Caíram algumas sementes ao longo do caminho… em sítios pedregosos… entre espinhos… e outras caíram em boa terra…

Com a famosa parábola do semeador (que escutaremos no próximo domingo) Jesus descreve várias atitudes possíveis diante do anúncio do Reino… Há aqueles que têm um coração duro como o chão de terra batida dos caminhos: a semente da Palavra não poderá penetrar nesse terreno e dar fruto. Depois, há aqueles que têm um coração inconstante, capaz de se entusiasmar instantaneamente, mas também de desanimar perante as primeiras dificuldades: a Palavra não poderá criar raízes. Também há aqueles que têm um coração materialista, que dá sempre prioridade à riqueza e aos bens deste mundo: a Palavra será facilmente sufocada por esses espinhos. Por fim, há também aqueles que têm um coração disponível e bom, aberto aos desafios de Deus: nesse terreno a Palavra será acolhida e dará muito fruto!

Mas esta parábola também nos revela que Deus é desajeitado quando se trata de semear…! Quem semeia desta forma? Desperdiçando a semente a torto e a direito? Esbanjando semente boa em terrenos áridos e pedregosos, onde todos sabemos que dificilmente algo poderá frutificar?

Porém este é o Deus que Jesus Cristo nos revela e que a parábola insiste em descrever. Ele esbanja com generosidade a própria Palavra e Amor. Ele ama, mesmo quando é altamente improvável que esse amor encontre correspondência. Ele doa-Se, mesmo onde o bom senso diz que ninguém acolherá o Seu dom. Ele semeia, mesmo nos terrenos que parecem mais estéreis. Deus Pai é o semeador confiante, cujas mãos, guiadas pela esperança, esbanjam e distribuem amor em todas as direcções!

 

P. Carlos Caetano

padrecarloscaetano.blogspot.com

 

Lila de Yemanja Banner

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
6.6