Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Foi já no passado dia 2 de junho, na Quinta das Lágrimas, em Coimbra, que teve lugar a primeira cerimónia “Bairrada – No Sentido dos Sentidos”, onde o destaque foi dada à nomeação dos “Embaixadores Bairrada”, um dos quais é o cientista português radicado em Paris, Sandro Alves.

A Comissão Vitivinícola da Bairrada e a Associação Rota da Bairrada uniram-se, uma vez mais, desta vez com o propósito de realizar a primeira cerimónia “Bairrada: No Sentido dos Sentidos”, um momento solene de homenagem à região e à sua gente.

São figuras da região, conhecidas do grande público, e que se destacam em diferentes áreas: Maria Rueff, na arte e na cultura; Dino Alves, na moda; Sérgio Conceição, no desporto; Sandro Alves, na dupla investigação e ciência; e o chef Ricardo Costa, na gastronomia.

Extremamente contente e agradecido, o cientista Sandro Alves – o mais premiado português nesta área – foi parco em palavras, tendo optado por não ler o discurso que tinha preparado. Foi o primeiro a chegar e o último a sair, o que revela o quão embrenhado esteve no momento que o distinguiu como “Embaixador Bairrada”.

Referiu o prazer imenso que isso lhe deu, acrescendo a responsabilidade que agora tem para com a sua região. “Uma das razões foi o impacto dos meus últimos trabalhos, em particular, na área da Alzheimer que passou em prime time no canal francês, TF1”, começou por referir.

O cientista sublinhou ainda que não se tinha candidatado ao título, que havia sido contactado por um representante das duas associações, “e foi com muito gosto que aceitei”.

Doravante enquanto “embaixador” terá a responsabilidade de “disseminar um pouco por todo o lado aquilo que é nosso, essencialmente os nossos vinhos, os nossos espumantes, também a nossa gastronomia e ter uma ação sensibilizadora para que haja um interesse ainda cada vez maior na região da Bairrada (Mealhada, Anadia, Coimbra, Aveiro, Mira Vagos, Agueda)”.

Sandro Alves, Mealhadense, integra uma equipa de investigadores internacional que descobriu as potencialidades de uma proteína no tratamento da doença de Alzheimer. O investigador, atualmente Diretor para a investigação pré-clínica na empresa Brain Vectis, em França, participou no estudo, publicado recentemente na revista Brain, na qualidade de pós-doutorando do Instituto Nacional da Saúde e da Investigação Médica de França.

Licenciado em Biologia na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra e Doutorado em Tecnologia e Ciências da Saúde pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra (2008), numa colaboração com um laboratório em Paris, estudando estratégias de terapia génica para as doença neuro degenerativas, a doença de Machado-Joseph. A partir daí fez dois pós-doutoramentos, também em Paris. O primeiro foi realizado no Instituto do Cérebro e da Espinal Medula, no Hospital Pitié-Salpêtrière, abordando estratégias terapêuticas para outras doenças neuro degenerativas (2009-2013). No segundo, testou estratégias de terapia génica em modelos animais das doenças de Alzheimer e de Huntington (2013-2016). Pelo meio, fez formações de management ligadas à indústria farmacêutica.

“O nosso objetivo é validar um alvo terapêutico específico de modo a chegar aos ensaios clínicos das referidas doenças neurodegenerativas”, explicou ao LusoJornal. Mesmo estando longe de Portugal, Sandro o novo Embaixador da Bairrada, saboreia com prazer e orgulho por ser reconhecido um “símbolo da sua região”.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.4