Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Dia 4 de setembro teve início o ano escolar em toda a França e na Cité Scolaire Internationale (CSI) de Lyon, na zona de Gerland (Lyon 7), os trabalhos decorreram com grande normalidade nas várias Secções internacionais presentes.

A CSI integra uma “école élémentaire”, um “collège” e um “lycée”, sendo a escolaridade gratuita. Os alunos matriculados numa Secção internacional devem ter conhecimento da língua da Secção onde se inscrevem para além do francês, existindo ainda turmas de Francês Língua Estrangeira (FLE) para apoio aos alunos que não falam francês ou o dominam de forma insatisfatória.

Na CSI de Lyon existem várias Secções internacionais e destaca-se a Secção portuguesa que acolhe alunos desde o “CP” até à “Terminale” e age de acordo com os programas de educação nacional com 18h00 semanais em francês e 6h00 em português, as quais são lecionadas por professores portugueses.

A equipa da Secção portuguesa conta atualmente com 4 professores: Luís Viveiros, Sérgio Vieira, Sílvia Paredes e Ângela Baptista e acolhem neste novo ano letivo cerca de 130 alunos.

A Association de Parents d’Élèves de la Section de Langue Portugaise (APESLP) faz a ligação entre os pais/encarregados de educação e a Direção da escola, sendo a sua equipa composta por 5 elementos: Inês Fernandes (Presidente), Patrícia Cardoso (Vice-Presidente), Gracinda Ribeiro (Tesoureira), Ana Lucia Makula e Suzanne Vasques (Secretárias).

A Presidente Inês Fernandes disse ao LusoJornal que a associação pretende, no decorrer deste ano letivo, levar a cabo várias ações de divulgação das valências desta escola junto da Comunidade portuguesa presente em Lyon e arredores, estando previstas deslocações a várias associações da Comunidade portuguesa ao longo do ano letivo.

Existirá ainda um evento de «Portas abertas» em fevereiro de 2018, no qual todos poderão conhecer a realidade desta escola, após o qual se iniciará a fase de candidaturas para admissão.

Para ser admitido, o candidato deverá submeter-se a testes de prova oral e escrita de língua, prova escrita de matemática e prova de francês.

A formação dada nas Secções internacionais tem como objetivo «facilitar a integração dos alunos estrangeiros no sistema educativo francês, mantendo a sua identidade cultural e permitir aos alunos franceses aprofundar os conhecimentos da uma língua estrangeira».

Ao final do dia, Inês Fernandes mostrava a sua satisfação pelo acolhimento que foi dado a todos os alunos, em particular aos novos alunos da CSI, num dia especial para muitos e que contou também com a presença do representante do Banco Santander Totta em Lyon pelo 2º ano consecutivo.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 5 Votos
5.8