Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Onde vai o tempo em que fazer rádio exigia infraestruturas pesadas e em que o desenrasca era a regra?

Os nossos compatriotas que na década de 1970 e 1980 pretendiam ouvir informações e músicas do país, tinham de recorrer às Ondas Curtas. Na altura compreendia-se uma palavra em cada três. Os amigos davam conselhos a outros dizendo: “sabes, com o radio de tal marca e com a antena virada para tal lado, ouve-se melhor”. E que dizer do disco vinil que quando anunciavamos havia brancos, a agulha do gira discos que fazia das dela, e do disco que por vezes etava arranhado! Como as coisas mudaram!

Nos anos 1980, depois das chamadas rádios piratas, chegaram as rádios locais. Com a chegada de cada vez mais investidores à banda de FM, passa a ser dominada pelas radios comerciais. Nos últimos anos, apareceram as rádios a emitir a partir da… internet.

Quase todas as rádios passaram a emitir os seus programas também na internet e outras passaram a transmitir unicamente através deste meio. Faz parte destas últimas, a Rádio Sem Fronteiras (RSF).

Como o nome indica, é um rádio onde se fala exclusivamente em português. Emite do Mundo e para o Mundo, por intermédio da internet.

No dia 1 de dezembro, a Rádio Sem Fronteiras comemorará 6 anos de existência. Foram seus membros fundadores o casal Lia Gomes e Tozzy de Campos, radicados na região parisiense, que ainda hoje animam alguns espaços musicais. Lia é nativa da Mealhada e Tozzy do Carregal do Sal.

São 19 horas em direto por dia: entre as 7h00 da manhã e as 2h00 da madrugada. Os 24 animadores encontram-se nos quatro cantos do planeta: Portugal, França, Estados Unidos, Espanha, Açores e Madeira…

As técnicas modernas permitem que pessoas a milhares de quilómetros de distância possam suceder-se na antena, uns atrás dos outros, sem se conhecerem pessoalmente.

Outra particularidade é o facto de que pessoas oriundas dos vários continentes possam, graças à rádio, encontrar-se para dialogarem sobre temas variados e trocarem experiências. A Rádio Sem Fronteiras contribui desta forma também à difusão e à aprendizagem da língua portuguesa.

Para evitar desvios, há regras a cumprir na “sala dos chats”. Para tal, um moderador está lá para relembrar a todos as normas e animar os debates.

As rádios na web têm a particularidade de responder essencialmente às solicitações dos ouvintes, com discos pedidos. Cada uma destas rádios tenta distinguir-se das outras difundindo tal ou tal tipo de música.

Rádio Sem Fronteiras, um arádio em português que transmite de e para os quatro cantos do planeta. 80% da música que difunde é em português.

Boa escuta.

 

www.radiosemfronteiras.com

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 28 Votos
6.0