Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Leitorado de Português da Universidade Jean Monnet, em Saint Etienne, em parceria com as “Belles Latinas” organizou no dia 15 de novembro, um encontro com o escritor brasileiro Antônio Xerxenesky (na foto).

Esta cooperação com a associação “Espaces Latinos”, fundada e dirigida por Januario Espinosa, surgiu no âmbito das “Belles Latinas”, um festival literário que reúne mais de 15 escritores vindos de vários países da América Latina. Para a 16ª edição do festival, o objetivo dos organizadores continua a ser “informar os leitores franceses sobre a atualidade (social, económica, política, etc.) e a diversidade das sociedades e da cultura da América Latina”.

É neste contexto que surgiu o convite de Antônio Xerxenesky para Saint Étienne, uma vez que estava em França para participar no festival “Belles Latinas”.

O jovem escritor nascido em Porto Alegre é o autor das obras “Areia nos Dentes”, “F”, “A Página Assombrada por Fantasmas”, entre outras.

Duas das suas obras estão já traduzidas para francês (“Avaler du Sable” e “F”) e o seu reconhecimento a nível nacional e internacional não cessa de crescer graças aos seus romances, dotados de um estilo paradoxal entre a ficção e a realidade.

A intervenção de Antônio Xerxenesky vai ter lugar a 15 de novembro, no Campus Tréfilerie.

Ainda no mesmo dia, pela tarde, e tendo sempre em vista a participação ativa dos alunos neste tipo de eventos, o Leitorado de Português recorreu à organização de um atelier de criação de livros em cartão (modelos cartonero), dinamizado pela artista plástica Alicia Cuerva, que fez uma demonstração de pintura e ensinou variadas técnicas artísticas.

Além de ser ilustradora de inúmeros carnets de voyage ligados à cultura brasileira, é também autora e editora de livros, permitindo assim que os leitores descubram a América Latina através dos seus desenhos e histórias.

No dia seguinte, 16 de novembro, Ieda Maria Alves proferiu uma conferência sobre a “Evolução e os Neologismos das terminologias da Língua Portuguesa aplicadas à Economia”. Vinda da Universidade de São Paulo, é autora de uma das obras mais conceituadas na áera da Neologia (Neologismo: criação lexical).