Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Grupo Parlamentar do PSD apresentou esta tarde, no Plenário da Assembleia da República, um Voto de Pesar relativo ao falecimento da professora e ativista associativa Reine Accoce, em Pau, que faleceu no passado dia 1 de dezembro.

«Nascida em 8/09/1929, desde muito cedo que ela se afirmou como uma grande defensora da lusofonia, contribuindo para estreitar relações entre França, Portugal e territórios africanos como a Guiné Bissau. A sua relação com Amílcar Cabral foi determinante para aprofundar a sua verdadeira paixão pelos valores da lusofonia» diz o documento apresentado pelo PSD.

«Como grande militante associativa fundou duas associações dirigidas ao apoio à nossa Comunidade na região dos Pirinéus e à divulgação da cultura portuguesa: a Association France-Portugal e a Association Lusofonie de Pau. No âmbito de tal ação, Reine Accoce registou e divulgou inúmeros aspetos da vida comunitária e da cultura portuguesa na região onde vivia, apoiando, em simultâneo, centenas de Portugueses que a ela recorriam para resolver os inevitáveis problemas resultantes de um processo migratório extremamente doloroso, sobretudo a partir da década de 60».

Os Deputados do PSD lembraram ainda que «o seu papel foi ainda decisivo para a concretização da geminação entre Pau e Setúbal».

«Com o seu desaparecimento, a nossa Comunidade em França perde uma grande amiga e um dos grandes esteios da defesa da Lusofonia neste país».

O Voto de Pesar foi apresentado pelos Deputados do PSD: Hugo Soares, José Cesário, Carlos Gonçalves, Carlos Páscoa, Ângela Guerra, Paula Teixeira da Cruz, Paulo Neves, Ricardo Baptista Leite, Rui Silva, Sérgio Azevedo, Adão Silva, António Ventura, Berta Cabral, Bruno Coimbra, Duarte Marques, Fernando Negrão, Manuela Tender, Paulo Rios de Oliveira e Pedro Alves.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
7.4