Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

«E eis que a estrela que tinham visto no Oriente seguia à sua frente e parou sobre o lugar onde estava o Menino. Ao ver a estrela, sentiram grande alegria. Entraram na casa, viram o Menino com Maria, sua Mãe, e, prostrando-se diante d’Ele, adoraram-n’O».

Ao longo dos anos muitos estudiosos procuraram dar uma explicação à luz excecional que os magos viram nos céus de Belém. Alguns falam da passagem de um cometa; outros da conjunção de Júpiter e Saturno; outros ainda que era a luz da explosão de uma nova ou supernova.

Todas estas teorias têm os seus defensores e os seus argumentos, mas é importante que nos recordemos que ao evangelista Mateus estas controvérsias interessam bem pouco. O seu Evangelho não é um estudo de astronomia, tese de história ou dissertação científica. O objetivo de Mateus é dar respostas a uma única pergunta: quem é Jesus Cristo? O Evangelho de domingo diz-nos que…

Ele é o Messias, o descendente do rei David nascido em Belém que os profetas haviam anunciado.

Ele é o Filho do Criador da terra, do mar, do céu e das estrelas, e o Seu nascimento produz sinais extraordinários no Cosmo.

Ele é o Salvador, acolhido pelos povos estrangeiros e pagãos (simbolizados nos magos) e rejeitado pelo seu próprio povo.

No início deste novo ano a liturgia da Palavra convida-nos a descobrir a identidade e a missão de Jesus Cristo. Mas não basta saber aquilo que Mateus diz. Não basta repetir o que ouvimos de outros. É necessário formular uma resposta pessoal, com as próprias palavras e baseada na vida de fé.

Pensa bem antes de responderes! Quem é Jesus para ti?

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
5.3