Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Os filmes «Coelho mau», «Tudo o que imagino» e «A gis» foram selecionados para o Festival Internacional de Cinema de Clermont-Ferrand, cuja 40ª edição acontecerá em fevereiro. Estes filmes foram escolhidos entre as 8.696 obras oriundas de todo o mundo inscritas no festival, para integrar a competição do certame.

De acordo com a Agência da Curta Metragem, os três filmes serão integrados na competição oficial do festival, considerado o mais importante da Europa dedicado à curta-metragem.

«Coelho Mau», a mais recente curta-metragem de Carlos Conceição, foi selecionado para a competição nacional, uma vez que é uma coprodução luso-francesa (Primeira Idade e Epicentre Films). Centrado na relação entre dois irmãos (os atores João Arrais e Júlia Palha), uma mãe ausente (Carla Maciel) e o seu amante (Matthieu Charneau), que vacilam entre a iminência da morte e o assombro face aos seus desejos. O filme já tinha sido exibido este ano em Cannes.

Na seleção internacional está «Tudo o que imagino», de Leonor Noivo, produzido pela Terratreme Filmes, que acompanha um grupo de amigos no bairro de Alcoitão (Cascais), “BDA”, no período do fim da adolescência, da escola e do último verão antes do mundo do trabalho.

E eles junta-se ainda a produção luso-brasileira «A Gis», documentário do realizador brasileiro Thiago Carvalhaes, sobre Gisberta Junior, a mulher transexual brasileira que foi assassinada em 2006, em Portugal.

Durante o festival acontece anualmente o fórum Euro Connection, de coprodução cinematográfica, no qual estará presente a realizadora Alexandra Ramires (conhecida como Xá), com o projeto de curta-metragem «Elo», a segunda que assina depois da animação «Água mole», feita com Laura Gonçalves.

Esta plataforma, que culmina no pitching dos projetos selecionados nos dias 6 e 7 de fevereiro, tem como objetivo o desenvolvimento de parcerias entre produtores, investidores, patrocinadores e televisões. O Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema e o IndieLisboa – Festival Internacional de Cinema Independente são os festivais portugueses associados ao Euro Connection onde, em anos anteriores, foram apresentados projetos de Zepe («O Ciclo»), João Vladimiro («Do Berço Para a Cova»), João Salaviza («Rafa»), Leonor Noivo («Setembro») e José Miguel Ribeiro («Papel de Natal»), entre outros.

À semelhança dos anos anteriores, a Agência da Curta Metragem voltará a marcar presença em Clermont-Ferrand através de um stand promocional no Mercado da Curta Metragem. O evento, a decorrer em paralelo ao festival, recebe, todos os anos, mais de 3.300 profissionais do setor cinematográfico fazendo deste um espaço de extrema importância na divulgação do cinema português. Para além das ações de promoção e divulgação das mais de 400 obras representadas pela Agência, esta será uma oportunidade para apresentar as novidades adicionadas, em 2018, ao catálogo de filmes distribuídos. A Agência da Curta Metragem é apoiada pelo Governo de Portugal, Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) e Câmara Municipal de Vila do Conde.

O Festival Internacional de Cinema de Clermont-Ferrand decorrerá de 02 a 10 de fevereiro.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.9