Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Neste domingo, dia 14 de janeiro, o Nantes recebe o Paris Saint Germain que conta apenas com uma derrota e dois empates em 19 jogos, contando então com 16 vitórias, e desde o início do ano é um balanço 100% vitorioso nas Taças, 1-6 frente ao Rennes na Taça de França e 0-2 frente ao Amiens na Taça da Liga.

Desta vez, num jogo a contar para a 20ª jornada do Campeonato francês de futebol, o PSG tem novamente uma deslocação, visitando o estádio do Nantes, La Beaujoire, pelas 21h00.

O Paris Saint Germain parece invencível esta época, e o Nantes não parece ter as armas para contra-dizer o poderio dos Parisienses. Na primeira volta do Campeonato, no Parque dos Príncipes, o PSG derrotou por 4-1 a equipa do Nantes, e não foi há muito tempo, a 18 de novembro de 2017.

O LusoJornal falou com os dois centrais brasileiros do PSG, Thiago Silva e Marquinhos. A nossa pergunta foi simples: «Quem pode parar o clube da capital?». As declarações, apesar de similares, dão conta de desejos diferentes.

Thiago Silva, defesa-central de 33 anos e Capitão do PSG: «Não digo que ninguém pode parar o PSG, mas estamos a fazer bons jogos. Frente ao Amiens, na Taça da Liga, a nossa exibição deixou a desejar apesar da vitória. Mas o certo é que vai haver um momento ou outro em que alguém nos vai parar. Não somos invencíveis, mas a gente sempre trabalha para estar sempre bem nos jogos e ganhar».

Marquinhos, defesa-central de 23 anos: «Espero que ninguém consiga parar o Paris Saint Germain. Mas sabemos que ainda temos um longo caminho pela frente, com algumas coisas para encaixar, para melhorar. Esperamos alcançar os nossos objetivos e se ninguém conseguir parar-nos vamos alcançá-los todos».

Recorde-se que o Nantes ocupa o quinto lugar com 33 pontos, menos 17 do que o líder, o Paris Saint Germain. De notar no entanto que os Parisienses se deslocam sem a estrela brasileira, Neymar.

Na tabela classificativa, o PSG lidera com 50 pontos, mais oito de vantagem sobre o Monaco que empatou sem golos no sábado frente ao Montpellier, mais nove do que o Lyon, que tem um jogo a menos, e também nove de vantagem sobre o Marseille que derrotou no sábado o Rennes por 0-3.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.9