Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Foi há precisamente 10 anos, no dia 18 de janeiro de 2008, que entraram em funcionamento os dois Consulados Honorários de Portugal, em Orléans e em Tours.

A abertura destes dois Consulados Honorários teve lugar no seguimento dos encerramentos dos Consulados de carreira que existiam nestas cidades e das manifestações da Comunidade portuguesa que se seguiram.

Os Portugueses destas regiões não aceitaram o facto de terem de ir a Paris para efetuar os atos consulares.

O então Governo optou por nomear José de Paiva em Orléans e Luís Palheta em Tours, com o estatuto de Cônsules Honorários com funções acrescidas, já que nestes dois postos podem ser efetuados praticamente todos os atos consulares que são praticados no Consulado Geral, em Paris.

José Paiva foi Diretor Adjunto da então delegação do ICEP em Paris, entretanto aposentado, e Luís Palheta é advogado lusodescendente em Tours.

Atualmente, estes dois postos honorários acolhem uma parte da equipa de funcionários do Consulado Geral de Portugal em Paris que fazem, em Orléans e em Tours, à distância, uma parte do trabalho consular. A decisão foi tomada porque os funcionários dos ex-Consulados de Portugal nestas cidades continuaram a viver em Orléans e em Tours – onde tinham vida – , e vinham trabalhar todos os dias para Paris.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
4.9