Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Fado: Mara Pedro e Nina Tavares (en)cantaram em Ablon-sur-Seine

LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha

A noite de fado organizada pela associação Raízes de Portugal em Ablon-sur-Seine (94), na semana passada, foi fortemente atingida pelas condições climatéricas adversas que se fizeram sentir na região. Depois das cheias, Ablon foi atingida por um forte nevão, seguido de geadas e muita gente anulou a participação no evento.

Quem não anulou foi a jovem fadista Mara Pedro, que veio de Portugal para este evento, e a fadista Nina Tavares, madrinha das noites de fado nesta associação.

O concerto foi organizado no Centre Culturel Alain Poher. “Fiz prazer às pessoas que estavam cá e fiz-me prazer a mim também” confessou Christophe Silva, Presidente da associação, mesmo se estava visivelmente desiludido por não ter conseguido encher o teatro.

“Foi um espetáculo formidável” disse ao LusoJornal Mara Pedro, sempre com um sorriso nos lábios. “A responsabilidade acaba por ser sempre a mesma, quer a casa esteja cheia, ou quer haja pouca gente, como hoje, por causa da neve e das imundações. O trabalho tem de ser feito da mesma forma”.

Também Nina Tavares confirmou que “fizemos o nosso papel de artistas. Para nós, temos de fazer o nosso trabalho igual”, mesmo se confirma também que “quando chegamos a uma sala com pouca gente, não temos a mesma garra”.

Todos os elogios da noite foram para Mara Pedro. “É uma grande cantora, é a primeira vez que veio cantar no departamento 94 e vai ser um nome grande do fado, como foi a Amália Rodrigues” diz o Presidente Christophe Silva. “É uma verdadeira artista, ainda jovem mas vai ter uma grande carreira”.

Também Nina Tavares, fadista profissional radicada em França, afirma que “Mara Pedro tem uma longa carreira pela frente. Temos muitas artistas em Portugal, mas esta miúda canta maravilhosamente bem, é uma das mais jovens, admiro muito o que faz, tem dado a volta ao mundo, pela América, Brasil, Alemanha, Inglaterra,… Acho que vai continuar, e é tudo o que lhe desejo” disse ao LusoJornal.

Mara Pedro agradeceu os elogios. Entre as viagens procura estudar, mas “estou a aproveitar ao máximo para viver bons momentos, encontrar pessoas, admirar paisagens,…”. Desloca-se sempre acompanhada pelos pais. “São um apoio muito grande porque fazem coisas que eu não podia fazer, porque venho com a mente para cantar e eles ocupam-se das outras coisas”.

Entretanto, a jovem fadista vai alimentando o site internet, a página nas redes sociais, no canal youtube, “para guardar o contacto com as pessoas que me seguem”.

Nina Tavares foi convidada de surpresa por Christophe Silva para ser madrinha da associação. “A corrente passou bem entre nós os dois” confessou ao LusoJornal. “Foi num programa de rádio que o Christophe me convidou, foi uma surpresa para mim, e sempre temos tido espetáculos maravilhosos”.

Nina Tavares cantou recentemente com Cidália Moreira – “cantei com ela quando tinha 11 anos, vejam bem…” – e vai cantar proximamente, na região parisiense, com o fadista Mário André e “a sala já está quase esgotada no dia 24 de fevereiro”.

Por isso deixou uma promessa: “vai ver que na próxima vez, vamos ter a Mara Pedro aqui em Ablon, com a sala cheia”.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 5 Votos
6.7