Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Com a presença de muitos visitantes, a Associação Portuguesa Soleil du Portugal de Meung-sur-Loire, perto de Orléans, organizou a sua tradicional festa de verão no dia 10 de Junho, Dia de Portugal, com a participação de vários grupos de música e folclore nacionais.

Atuaram o grupo de Bombos de Salbris e o rancho folclórico de Salbris, o rancho folclórico La Maison du Portugal da Associação franco-portuguesa de Romoranton, os Bombos e o rancho folclórico Soleil du Portugal da Associação portuguesa de Meung-sur-Loire, organizadora do evento, e ainda o conjunto Ventania Musical que animou o final da tarde.

Antes, um grande barbecue à portuguesa fez a delícia de todos os presentes.

O Presidente da Associação portuguesa de Meung-sur-Loire, Silvino Fresco, foi o animador e apresentador do espetáculo, e tudo correu pelo melhor. É assistido na Direção da Associação, que existe desde há 36 anos, por Fernando Torres que ocupa o posto de Vice-Presidente, Louis Carvalho, o Tesoureiro, Jean Bernard, o Secretário e Carla Fresco que ocupa o lugar de Presidente do Comité de festas.

O Cônsul Honorário de Portugal em Orléans, José de Paiva, esteve presente no acontecimento, que igualmente registou a presença da Maire de Meung-sur-Loire, Pauline Martin, acompanhada pelo primeiro Maire-Adjoint, Mathieu Migeon, Conselheiro municipal na área do turismo e Alain Le Gallo, nos pelouros da Finanças e cultura.

Chamados ao palco para proceder à entrega de taças e galhardetes aos participantes, a Maire Pauline Martin felicitou os membros da Associação pela organização e salientou o valor tão simbólico deste convívio anual, uma festa para todos, com boa disposição e harmonia.

O Cônsul Honorário José de Paiva fez referências ao Dia de Portugal e aproveitou para pedir uma atenção reforçada àqueles que brevemente iriam partir de férias.

E, prova da boa harmonia existente entre os autarcas presentes e a Associação, Silvino Fresco «prometeu» de forma jocosa à Maire Pauline Martin que se Portugal ganhasse o Campeonato do mundo de futebol, os Bombos Soleil du Portugal iriam fazer bom barulho na localidade e acordar toda a gente. Uma declaração que foi, todavia, edulcurada pois que, se por acaso fosse a França a ganhar, os Bombos atuariam da mesma maneira, acrescentou o Presidente da Associação.

Na foto está Silvino Fresco, José de Paiva e Pauline Martin.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.6