Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Lançamento da campanha de segurança rodoviária da Cap Magellan

LusoJornal / Luísa Semedo LusoJornal / Luísa Semedo LusoJornal / Luísa Semedo LusoJornal / Luísa Semedo

Dia 7 de julho, a associação Cap Magellan deu encontro à imprensa no Aerokart de Argenteuil para o lançamento da sua Campanha de Segurança Rodoviária que tem como principal objetivo a redução do número de acidentes nos longos trajetos e depois das saídas noturnas.

Para esse efeito, a associação leva a cabo ações de sensibilização dirigidas aos automobilistas desde 2003, sobretudo Portugueses e lusodescendentes, que fazem o caminho para Portugal, sobre os perigos da estrada como o excesso de velocidade, o cansaço ou o consumo de álcool.

O início desta 16ª edição da “Secur’été: Verão em Portugal” teve como novidade ter lugar numa pista de karting na cidade de Argenteuil e, após um sorteio, vários presentes tiveram direito a experimentar o circuito.

Os afilhados da campanha, os corredores profissionais Janyce da Cruz, lusodescendente de 18 anos e Mickael Mota, lusodescendente de 16 anos e recordista das pistas de Kart em Ile-de-France e vice-Campeão dos Sodi World Series 2018, realizaram uma demonstração especial para os participantes.

O terceiro afilhado desta edição 2018, Lonni Martins, corredor de GT4 e Campeão da Porsche Cup não pôde estar presente por estar numa prova na Bélgica, mas marca encontro no próximo fim de semana com a imprensa e a Cap Magellan no circuito de Dijon.

O padrinho da campanha pelo sétimo ano consecutivo, o célebre apresentador da RTP, José Carlos Malato, também se juntou aos corredores na demonstração após ter respondido às perguntas dos jornalistas na conferência de imprensa, na qual frisou a pertinência de lançar uma campanha num local onde a velocidade e a segurança são omnipresentes.

José Carlos Malato apresentou um estudo sobre o facto de em Portugal nos últimos meses terem morrido menos pessoas apesar de terem havido mais acidentes, e quer acreditar que seja por causa de campanhas como as da Cap Magellan que os números de mortos diminuíram. “Estas campanhas devem ser multiplicadas em Portugal e a campanha da Cap Magellan pode servir de excelente exemplo”, afirmou José Carlos Malato.

A conferência de imprensa começou com uma intervenção do Maire de Argenteuil, Georges Mothron, que felicitou a associação pela iniciativa e deu as boas-vindas à cidade, sublinhando o facto de aí residir uma importante Comunidade portuguesa. Alertou para os perigos da utilização dos auscultadores que isolam o indivíduo do que se passa à sua volta e relatou o caso recente de uma jovem em Argenteuil que foi atropelada por um camião, precisamente por estar a ouvir música e não ter prestado atenção ao veículo.

Anna Martins, Presidente de Cap Magellan, reafirmou os três principais objetivos da Campanha, “informar, fornecer instrumentos como os etilotestes ou o controlador de pressão de pneus, e colocar os jovens em situação de compreender os efeitos do álcool, da droga e da fadiga”.

Anna Martins defendeu que “esta campanha é não somente dedicada aos portugueses e lusodescendentes em França mas a todos aqueles que fazem o caminho para Portugal e atravessam a França e a Espanha como por exemplo os que vêm da Alemanha, Bélgica ou Luxemburgo”.

A Presidente da associação chamou a atenção para o facto de que para além da campanha que tem lugar nas festas portuguesas, nas discotecas, nas estradas e fronteiras, a Cap Magellan também organiza, à margem da Secur’été, o “Encontro Europeu dos Jovens Lusodescendentes – Portugueses de lá, Portugueses de cá”, que este ano terá lugar em Cascais, capital europeia da juventude, dias 10,11, 12 e 13 de agosto, em parceria com o IPDJ (Instituto Português da Juventude) e a Câmara Municipal de Cascais.

www.capmagellan.com

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 5 Votos
5.0