Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Um brinde aos 40 anos de Geminação entre Porto e Bordeaux

A emergência na Europa de um sentimento de pertença comum, e, por efeito, de uma verdadeira cidadania europeia, depende sem dúvida alguma, para além dos laços familiares e amigáveis existentes, ou das cooperações descentralizadas e das relações institucionais que unem hoje em dia um grande número de coletividades territoriais de todas as dimensões, do necessário reforço de intercâmbio e de cooperação que se estabelecem entre os nacionais dos Estados da União, e, mais especificamente, entre atores da sociedade civil.

A tradição de emigração é uma realidade antiga para Portugal, muito cedo virado para o exterior, devido ao facto, em primeiro lugar da sua situação marítima – Lisboa sendo aliás a única capital europeia com acesso direto à fachada oceânica -, a sua história colonial, as repetidas crises agrícolas e a evolução flutuante da sua situação sócio económica que provocou fases sucessivas de êxodo rural.

A França e – atendendo à sua grande proximidade geográfica, a Aquitânia, agora Nova Aquitânia – beneficiaram em diferentes épocas de fluxos migratórios sucessivos de cidadãos de origem portuguesa, mantendo por esse facto relações privilegiadas e muito enraizadas.

A importância das geminações entre cidades da Nova Aquitânia e portuguesas é o testemunho da vitalidade do laço fraterno mantido graças à implicação de cidadãos e de famílias lusófonas.

“…A geminação entre o Porto e Bordeaux está naturalmente imersa em vinho! Estamos perante as duas cidades do mundo cuja identidade e caráter mais estão ligadas à vinha e ao vinho: Bordeaux, que está no centro de uma vasta região vitícola mundial; Porto, que empresta orgulhosamente o seu nome ao vinho produzido na mais antiga região demarcada e regulamentada do mundo, o Douro Vinhateiro” diz Manuel de Novaes Cabral, Presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto. “Para além disso, muitos aspetos mais as aproximam, como por exemplo, serem ambas importantes cidades portuárias do Atlântico Norte, terem sido origem e destino de migrações distintas, ou terem tido enorme influência britânica. Ao longo dos anos, desenvolveram-se um conjunto de ações, muitas delas através do conhecimento e da adoção das melhores práticas de cada uma das cidades pela outra…”

 

Uma geminação inevitável

A geminação entre estas duas cidades, porque era inevitável, foi o processo de alguns intelectuais franceses e de universitários que mantinham relações com os respetivos homólogos do Porto, e foi assinada em 5 de junho de 1978, em Bordeaux, por Jacques Chaban-Delmas, Presidente da Câmara Municipal de Bordeaux, e por Fernando Gomes, Presidente da Câmara Municipal do Porto.

Foi a associação “France Portugal de Bordeaux Aquitaine” que esteve na origem desta geminação, à qual se associaram desde logo algumas outras associações como “O Sol de Portugal”, “Activa Aquitaine Portugal”, “Carrefour des Littératures”, “La Maison des Sciences de l’Homme d’Aquitaine, sections pays ibériques Bordeaux 3”, “L’Association des villes des Grands Vignobles”, “Le Comité National Français en Hommage à Aristides de Sousa Mendes” e “Les Editions Escampettes”.

É importante recordar aqui algumas das pessoas que desempenharam um papel preponderante e decisivo na conceção e na concretização deste projeto, como Manuel de Novaes Cabral, cujo texto pensei ser importante partilhar convosco, Marc Lajugie, Elie Pedron, François Guichard, Ana de Oliveira e tantos outros…

Os principais domínios de intervenção desta geminação Bordéus / Porto foram e são essencialmente culturais, literários e universitários, apesar de existirem igualmente intercâmbios de ordem técnica, de transportes, circulação, saneamento, económicos, desportivos, no domínio do turismo, da educação e da cooperação entre eleitos e os diferentes serviços.

 

Uma delegação do Porto em Bordeaux

Para celebrar estes 40 anos da cooperação Bordeaux-Porto, uma importante delegação deslocou-se do Porto a Bordeaux, presidida pelo Presidente da Câmara, Rui Moreira.

Participou igualmente nesta celebração, o Embaixador de Portugal em França Jorge Torres Pereira.

O Deputado Paulo Pisco, eleito PS pelo círculo da Europa, esteve igualmente presente durante os três dias das comemorações.

Alguns dos seus momentos mais marcantes foram a receção no Consulado Geral de Portugal realizada em honra dos aniversariantes, a convite do Cônsul-Geral de Portugal, Marcelo Mathias, e a inauguração na “Cité du Vin”, na presença dos dois Presidentes de Câmara, Alain Juppé e Rui Moreira, da exposição “Douro, l’air de la terre au bord des eaux”, à qual se sucedeu uma receção oficial nos salões da Mairie, na qual os dois Presidentes reafirmaram os laços de amizade que unem as duas cidades, renovando e afirmando com enfâse que a existência de um tal espírito de cooperação e de uma rede para o incarnar como é o caso desta geminação, pode favorizar a expansão da “democracia do diálogo”, que nos parece ser a todos atualmente tão indispensável.

Salientaram de igual modo que, para se conseguir sair da situação económica e social difícil que atravessa o continente, um esforço conjunto de todos os atores públicos e privados é ainda mais necessário.

Este contexto torna mais do que nunca essencial a necessidade de desenvolver canais de intercâmbios perenes entre os poderes públicos e os corpos intermediários que permitam a construção de soluções inovadoras e consensuais para o desenvolvimento económico e a coesão social das regiões da Europa e para a respetiva cooperação.

Estão assim de parabéns estas duas cidades que quarenta anos volvidos de geminação continuam a definir novos projetos comuns.

O êxito destas comemorações é a prova desta dinâmica do “trabalhar em conjunto”. E só foi possível com o empenho de todos os parceiros implicados, da Mairie de Bordeaux, na pessoa, entre outras, da Conselheira municipal Ana Torres, da Câmara Municipal do Porto, da Cité du Vin de Bordeaux, do Consulado Geral de Portugal em Bordeaux, do Comité Nacional em Homenagem a Aristides de Sousa Mendes, da Associação O Sol de Portugal e do Portugal Business Club de Bordeaux.

Parabéns mais uma vez!

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 15 Votos
6.9