Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

27 dos alunos da turma do 11° ano da Secção Portuguesa do Liceu Internacional de Saint Germain-en-Laye tiveram a oportunidade de realizar recentemente uma visita de estudo a Portugal. Esta foi organizada, como habitualmente, pelo professor de História, Luís Filipe Pedrosa, que contou com duas professoras acompanhantes, Helena Cortinhas e Nathalie Blanco.

No sábado 6 de outubro, mal chegou ao aeroporto de Lisboa, o grupo dirigiu-se logo ao Parque das Nações, onde fez um passeio a pé pelo recinto onde teve lugar a Expo 98. Depois, já na pousada da juventude de Almada, os alunos puderam observar a linda paisagem do rio Tejo, com destaque para a Ponte 25 de Abril e o Cristo Rei.

O dia seguinte foi dedicado à zona de Belém: a célebre Torre de Belém, o Padrão dos Descobrimentos, o Mosteiro dos Jerónimos, o Museu dos Coches, o Museu da Marinha e o Centro Cultural de Belém. Foi um domingo intensivo, mas em que todos aproveitaram para enriquecer bastante os seus conhecimentos!

A segunda-feira continuou em Lisboa com outros pontos turísticos incontornáveis, o Café Martinho da Arcada, a Praça do Comércio e a Praça do Município. Depois, foi a subida a pé até ao Chiado, para continuar o percurso pessoano com o Café A Brasileira e a Casa Havaneza.

O almoço foi na praia de Santo Amaro de Oeiras e a tarde prosseguiria mais a oeste, com as visitas sucessivas do Convento de Mafra e da conhecida aldeia em miniatura, construída pelo artesão José Franco. Este dia viria a acabar numa das pousadas de juventude de que os alunos mais gostaram, a da Areia Branca, situada mesmo frente à praia.

No quarto dia, o autocarro dirigiu-se para norte, mas parou no mosteiro da Batalha, onde o grupo escolar visitou o monumento e assistiu à mudança da guarda na sala do Capítulo, tendo as Capelas Imperfeitas ficado na memória da maioria. Depois de uma passagem pela praia da Figueira de Foz, a viagem prosseguiu até Coimbra e ainda houve tempo para visitar a conceituada Universidade, e reencontrar antigos alunos do Liceu Internacional que estão a estudar lá.

Na quarta-feira, dia 10 de outubro, a partida foi de manhã cedo em direção a Tormes, com o objetivo de visitar a Fundação Eça de Queirós e, depois, saborear o inevitável almoço típico: a canja de galinha, o frango dourado, o arroz de favas e o leite-creme, primeira refeição de Eça de Queirós ao chegar a Tormes. Em seguida, já em Guimarães, seguiu-se a visita ao Paço dos Duques e ao castelo. À noite, deu-se um passeio pela cidade-berço e os alunos voltaram para a pousada felizes e cansados.

Na quinta-feira, ainda no Minho, o grupo viu o Bom Jesus de Braga, e o almoço seria na companhia do professor Duarte, antigo professor de literatura da Secção. Já no Porto, os alunos subiram as escadas até à Sé e aproveitaram a bela vista sobre o Douro. Fizeram, depois, uma visita guiada ao Palácio da Bolsa e deram um passeio pela Ribeira.

No último dia, o grupo continuou a explorar a cidade invicta, com a visita da estação de Sao Bento e de duas igrejas, mas também foi concedido tempo livre para fazer compras e ir ao centro comercial Norte Shopping.

No aeroporto, teve lugar a entrega do guião, que era um trabalho individual sobre a viagem (para mais tarde ficaria o relatório da mesma) e os professores foram presenteados com três garrafas de vinho do Porto, ou não estivéssemos na terra dele…

Enfim, foi um percurso muito completo e exigente e a viagem pela qual os alunos esperaram ao longo do colégio foi educativa e muito divertida. Todos os alunos gostariam de agradecer a disponibilidade e a paciência que os professores tiveram com eles. Muito obrigado!

 

Texto da autoria dos alunos da turma de 11° ano

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 14 Votos
6.8