Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Festa dos Padroeiros de Cabo Verde da região de Lyon

LusoJornal / Jorge Campos LusoJornal / Jorge Campos LusoJornal / Jorge Campos LusoJornal / Jorge Campos LusoJornal / Jorge Campos LusoJornal / Jorge Campos

No sábado passado, dia 24 de novembro, a Comunidade caboverdiana de Lyon organizou a sua festa anual dos Padroeiros de Cabo Verde – Santa Catarina e Santo Amaro. Estava convidada também a Comunidade portuguesa para partilharem esta celebração da Eucaristia, que foi presidida pelo Padre Cónego Eric Besson, que é também o Capelão da Comunidade portuguesa na Diocese de Lyon.

Várias centenas de fiéis das duas Comunidades reuniram-se na igreja da Paróquia de Saint Philippe de Vivissieuxs (69), para esta festa dos Padroeiros.

Os “Juízes” nomeados para este ano 2018 foram Claudicia, Catarina, Cabral e Bruno. A família de Maria de Fátima e muitos dos seus amigos tiveram ao seu encargo toda a preparação do Jantar tradicional que concluiu esta manifestação e tradição.

“A minha prima Adriana, a minha irmã Norberta, a Anastásia, a Maria Amélia e Maria de Lurdes foram as cozinheiras dos pratos tradicionais como a Cachupa, o Feijão pedra e a Massa Bolinha com frango” disse ao LusoJornal Maria de Fátima. “Hoje confecionamos comida para quatro centenas pessoas, espero que chegue” concluiu sorrindo.

“Tenho a agradecer ao Grupo coral da Comunidade portuguesa pela sua brilhante animação da nossa celebração e em especial a Georgina que nos ajudou na escolha dos cânticos e na preparação da celebração, assim como no desenrolar da procissão. Agradecemos também ao Padre Eric Besson que nos convidou a estarmos presentes na festa de Nossa Senhora de Fátima em 2019” disse Claudicia Alves, uma das “Juízes”.

Já foram nomeados os “Juízes” do próximo ano, que serão Heida, Neia, Betinho e Aristides. “Eles vão desde já preparar e organizar toda a festa desde os aspetos religiosos até à parte profana, o jantar e convívio” concluiu Claudicia Alves.

“As nossas tradições religiosas e culturais em Lyon ainda estão muito vivas e a Comunidade esforça-se por manter viva esta partilha de valores. Mas a nossa juventude está muito integrada na sociedade francesa e até já quase que não falam português, só conhecem o nosso crioulo e o francês. Estamos a perder um pouco da nossa identidade na camada mais jovem” disse por seu lado Maria de Fátima, ao LusoJornal.

A Comunidade Caboverdiana em Lyon tem cerca de 8.000 pessoas, e muitos são recem chegados, mas vindos de outras regiões de França. Existe uma associação cabo-verdiana em St Fons, onde o futebol e os convívios são as principais atividades.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
6.1
X