Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Português António Félix da Costa (no centro na foto), ao volante de um BMW, venceu, no sábado 15 de dezembro, a corrida inaugural do Campeonato do Mundo de Fórmula E de 2018/19, realizada na Arábia Saudita, após um emocionante braço-de-ferro com o Francês Jean-Éric Vergne.

Félix da Costa, que partiu da ‘pole position’ no circuito citadino em Diriyah, cidade próxima da capital Riade, terminou a corrida com 462 milésimos de vantagem sobre Jean-Éric Vergne, que defende o título conquistado na temporada passada, e 4 segundos de vantagem sobre o Belga Jérôme d’Ambrosio, segundo e terceiro classificados, respetivamente.

O piloto português liderou durante a fase inicial da prova, até ser ultrapassado por Jean-Éric Vergne, e, posteriormente, pelo alemão André Lotterer, mas o duo da frente foi penalizado com uma passagem pelas ‘boxes’, deixando Félix da Costa na liderança, com uma vantagem confortável sobre d’Ambrosio.

A entrada do ‘safety car’ reagrupou o pelotão e permitiu a recuperação de Jean-Éric Vergne, que chegou a esboçar a ultrapassagem a Félix da Costa nas últimas curvas do circuito, mas o piloto português conseguiu resistir e, dessa forma, assumir a liderança do campeonato.

O Grande Prémio da Arábia Saudita foi a primeira de 13 provas do campeonato, que se disputam em 12 cidades de cinco continentes, com a última ronda – a única em que está prevista a realização de duas corridas – a realizar-se em Nova Iorque, em 13 e 14 de julho de 2019.

De notar que há duas corridas ‘francófonas’, em Paris a 27 de abril de 2019, e no Monaco a 11 de maio de 2019.

A edição de 2019, a quinta do campeonato de Fórmula E, sofreu algumas alterações, destacando-se a maior autonomia das baterias, que pode permitir que os pilotos não tenham de trocar de monolugar e disputem ininterruptamente os 45 minutos mais uma volta de cada uma das corridas.

Os carros estão também mais rápidos e evoluídos a nível aerodinâmico e o público vai poder premiar cinco pilotos com o designado ‘fanboost’, que confere um suplemento de potência aos mais votados.

Eis a classificação do Grande Prémio:

1. António Félix da Costa (Portugal/BMW i Andretti Motorsport)

2. Jean-Éric Vergne (França/DS TECHEETAH) +0.462s

3. Jérôme d’Ambrosio (Bélgica/MAHINDRA RACING) +4.033s

Classificação geral por pontos:

1. António Félix da Costa (Portugal/BMW i Andretti Motorsport) – 28 pontos

2. Jean-Éric Vergne (França/DS TECHEETAH) – 18 pts

3. Jérôme D’Ambrosio (Bélgica/MAHINDRA RACING) – 15 pts

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
7.9
X