Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Ostras portugueses vão ser exportadas para França dentro de alguns meses. Um viveiro de ostras no rio Lima, vai produzir, por ano, cerca de 200 toneladas daquele bivalve, exclusivamente para exportação.

As primeiras 200 toneladas de ostras de qualidade superior deverão ser recolhidas dentro de 18 meses, a duração do ciclo daquele bivalve, sendo que 100% da produção terá como destino a França.

O viveiro de ostras com 36 mil metros quadrados, terá um investimento de um milhão de euros, financiado por fundos do Mar 2020.

A instalação do viveiro de ostras criou cinco postos de trabalho diretos. A apanha dos bivalves será garantida por batelão, que já se encontra na marina da cidade de Viana do Castelo.

O viveiro, com uma área equivalente a quatro campos de futebol, começou a ser instalado, no verão passado, em pleno rio Lima, nas proximidades da ponte Eiffel, depois de cinco anos de um processo de licenciamento. O licenciamento foi conseguido em 2017.

O que é o Mar 2020?

A Comissão Europeia aprovou formalmente o Programa Operacional Mar 2020 através da Decisão de Execução de 30.11.2015 que aprova o Programa Operacional «Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP) — Programa Operacional de Portugal» para apoio do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas em Portugal.

A estrutura de missão para o Mar 2020, para além das suas aptidões no âmbito do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas, irá assegurar uma adequada monitorização do Programa, garantindo um controlo e acompanhamento das operações, prevenindo e detetando irregularidades, promovendo a redução de prazos de intervenção, resposta e conferindo maior fiabilidade aos resultados obtidos.

 

Fidelidade
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 6 Votos
7.7
X