Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A Fundação AEP junta hoje em Matosinhos mais de 200 jovens emigrantes qualificados que pretendem regressar ao país com mais de meia centena de empresas que querem recrutar trabalhadores, esperando “minimizar a fuga de talentos” de Portugal.

“A Fundação AEP juntar, pelo segundo ano consecutivo, jovens portugueses emigrados que anseiam regressar ao país e empresas que se deparam com falta de recursos humanos qualificados, com o objetivo de alinhar as necessidades dos jovens profissionais e das empresas”, refere a fundação da Associação Empresarial de Portugal (AEP).

Segundo explica, a segunda edição do evento, tem lugar hoje, dia 27 de dezembro, acontece numa altura em que os jovens regressam a Portugal para festejar o Natal e propõe-se “promover o regresso de uma geração preparada e tentar minimizar os efeitos que a fuga de talentos tem na atividade económica nacional”.

Tal como na edição do ano passado – que juntou meia centena de empresas e 200 jovens qualificados e serviu de palco a mais de 1.000 entrevistas – os jovens foram convidados a vir a Portugal apresentar um ‘pitch’ (apresentação) e contam com uma agenda de ‘speed meetings’ (encontros rápidos) com empresas, momentos de ‘networking’ e aconselhamento de carreira.

Nesta edição, a Fundação AEP acredita que a “maior estabilidade da economia nacional e o consequente efeito no mercado de trabalho português” permitirá ao Match Point 2018 “atrair um número ainda mais elevado de jovens e de empresas”.

Citado em comunicado, o Presidente da Fundação AEP explica que “o Match Point surge na sequência da preocupação que as empresas manifestam junto da AEP em relação à falta de recursos humanos qualificados, sobretudo ao nível das engenharias e biociências”.

“No âmbito das iniciativas que temos desenvolvido, nomeadamente o programa ‘Empreender 2020 – Regresso de uma geração preparada’, a Fundação AEP tem tido como principal objetivo dar resposta às necessidades de criação de emprego, de inovação, de crescimento e de desenvolvimento económico”, sustenta Paulo Nunes de Almeida.

O Match Point 2018 tem uma taxa de inscrição para as empresas, mas é gratuito e aberto aos jovens participantes, que tiveram apenas de inscrever-se previamente.

 

Fidelidade

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
6.7
X