Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Personalidades que mais se destacaram nas páginas do LusoJornal em 2018, algumas por terem feito coisas boas, outras por terem feito coisas menos boas… Leia na versão impressa.

 

Alain Juppé

As comemorações dos 40 anos da geminação entre Bordeaux e o Porto foram comemoradas com pompa e circunstância, na presença do Presidente da CM Rui Moreira.

 

António Fernandes

É empresário, já foi Presidente da Academia do Bacalhau de Paris, e foi nomeado Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Paris. Convidou Rosa Mota à Corrida da Solidariedade.

 

Armando Lopes

No desporto as coisas não lhe correm bem com o US Créteil/Lusitanos, mas Leiria deu o nome do Comendador Armando Lopes a uma das rotundas da cidade.

 

Aurore Rouffelaers

É neta de Felícia da Assunsão Pailleux e bisneta de um soldado do CEP. Esteve ativíssima nas cerimónias do Centenário da Batalha de La Lys, no Norte da França.

 

Carlos de Matos

O empresário Carlos de Matos associou-se a José Gaspar e, juntos, inauguraram o maior supermercado português em França – o Prim’Land – em St Maximin (60), a norte de Paris.

 

Cristina Semblano

Para além de ser dirigente nacional do Bloco de Esquerda, foi a líder do movimento que levou à greve dos trabalhadores da Caixa Geral de Depósitos/França durante mais de dois meses.

 

Eduardo Lourenço

A inauguração de uma Cátedra Eduardo Lourenço na Universidade de Aix-Marseille teve um valor simbólico porque o pensador português viveu muitos anos no sul da França.

 

Gérald Bloncourt

Foi considerado por muitos como o fotógrafo que deu a conhecer ao mundo as condições difíceis de vida dos Portugueses no “Bidonville” de Champigny. Morreu em outubro.

 

Jaime Ribeiro

O jornalista Jaime Ribeiro, fundador do Jornal Encontro das Comunidades, durante alguns anos um dos mais reconhecidos jornais portugueses em França, faleceu em junho.

 

Joana Vasconcelos

Depois do sucesso da exposição de Versailles, a artista Joana Vasconcelos continua a dar cartas em França. Tem atualmente uma exposição em Strasbourg e brevemente regressará a Paris.

 

Joaquim Pires

É empresário e Cônsul Honorário de Portugal em Nice. Inaugurou em Beausoleil (06) um monumento em memória dos soldados portugueses que participaram na I Guerra Mundial.

 

Jorge Constante

É Advogado em Marseille, foi condecorado pelo Presidente da República e passou a ser Delegado da Câmara de comércio e indústria franco-portuguesa (CCIFP) na região PACA.

 

Jorge Torres Pereira

O Embaixador de Portugal em Paris comemorou o primeiro ano da sua missão em Paris, depois de chegar da China, e mostrou-se próximo da Comunidade portuguesa.

 

José Anastácio Alves

O Padre da Paróquia portuguesa de Gentilly foi chamado a Portugal e o Bispo da Madeira afastou-o da Diocese do Funchal por alegado abuso sexual de menores.

 

José Baptista de Matos

O fundador da Associação portuguesa de Fontenay-sous-Bois, ex-Conselheiro das Comunidades, na iniciativa do Monumento ao 25 de abril em Fontenay, faleceu em julho.

 

José Luís Carneiro

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas conseguiu fazer alterar as Leis eleitorais e introduzir o recenseamento automático dos Portugueses do estrangeiro.

 

Luísa Semedo

Foi candidata às últimas eleições Legislativas, mas desta vez foi eleita em 2018 Presidente da Secção regional da Europa do Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP).

 

Maëlys de Araújo

A lusodescendente estava numa festa de casamento quando foi raptada e assassinada por um dos convidados da festa, que entretanto já confessou outros crimes.

 

Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República esteve no Centenário da Batalha de La Lys e levou Emmanuel Macron ao Cemitério Militar Português de Richebourg. Regressou a Paris para o Centenário do Armistício.

 

Miguel Costa

O responsável pelo serviço cultural e de apoio ao associativismo no Consulado Geral de Portugal em Paris foi nomeado Vice-Cônsul de Portugal em Toulouse.

 

Nuno Estevens

O tocador de viola Nuno Estevens regressou a Portugal depois de ter estado alguns anos a acompanhar fadistas portugueses em Paris e a levar o som do fado aos músicos franceses.

 

Nuno Luz de Almeida

O novo Diretor Geral da sucursal de França da Caixa Geral de Depósitos chegou a Paris para substituir Rui Soares que saiu desgastado por duas greves de trabalhadores.

 

Olivier Costa

O advogado lusodescendente radicado em Lyon, que já tinha criado o Brasil Business Club na capital do Rhône, foi nomeado Cônsul Honorário do Brasil em Lyon.

 

Paulo Branco

O produtor esteve em destaque por ameaçar anular a sessão de encerramento do Festival de Cannes porque pretendia ter os direitos do filme “O homem que matou D. Quixote”.

 

Richard Demarcy

O encenador, ex-marido da atriz Teresa Mota e pai de Emanuel Demarcy Mota, Diretor do Théâtre de la Ville, em Paris, grande amigo de Portugal, morreu em agosto.

 

Rodolphe Lopes

Foi durante muito tempo considerado o melhor treinador de futsal francês. Recentemente voltou aos comandos “interinamente” do Sporting Club de Paris Futsal.

 

Rosa Cruz

Foi durante algumas semanas assunto de destaque na imprensa francesa porque foi julgada por ter mantido uma filha escondida durante quase dois anos na mala de um carro.

 

Rui Chafes

O escultor português Rui Chafes teve uma exposição na Delegação de Paris da Fundação Gulbenkian e viu duas das suas obras entrarem na coleção do Centro Georges Pompidou.

 

Samantha Cazebonne

A Deputada dos Franceses no estrangeiro que inclui Portugal teve de voltar a eleições, e foi reeleita. É a Presidente do Grupo Parlamentar de amizade França-Portugal.

 

Ulisses Correia e Silva

O Primeiro Ministro de Cabo Verde veio a Paris com uma forte delegação ministerial para a Conferência internacional de doadores, à procura de 850 milhões de euros de investimento.

 

Sic Cristina

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
5.2
X