Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O artista brasileiro Gabriel F. apresenta a peça “Naufragé(s)” no Théâtre du Grand Point em Paris, desde 8 de janeiro a 3 de fevereiro. As representações têm lugar todos os dias, às 20h30, exceto aos domingos, pois têm lugar às 15h30. As segundas-feiras são dias de descanso, assim como, excecionalmente, domingo, dia 13 de janeiro. Na quinta-feira, dia 31 de janeiro, a representação será integralmente em português não legendada.

O ator interpreta, nesta peça, a sua própria vida com a ambição de reviver o beijo da sua mais bela história de amor. Contrata um escort boy para lhe dar a réplica e reproduzir esses instantes de graça. A peça é uma comédia poética com momentos musicais e Gabriel F. escolhe estar sozinho em cena, mas a solidão terroriza-o. Ele interpela os espetadores e questiona-os, mas não espera pela resposta.

Autor, encenador e ator, Gabriel F. dialoga com a sua própria voz gravada. Canta acompanhado de bandas sonoras, numa ficção que restitui a realidade, a desperta, a reforça e a poetisa. O escort boy que contrata, entretanto, na peça é o ator Gaspard Liberelle, antigo aluno da Comédia de Saint Etienne, que também traduziu a peça de português para francês. Na representação a dupla tenta reconstruir o instante de graça de um amor verdadeiro, à volta de uma espreguiçadeira sob uma bola de espelhos.

Oriundo de Ceilândia no Brasil, Gabriel F. fundou em 2007, em parceria com o irmão, o igualmente ator e diretor, Marco Michelângelo, a Companhia Teatro de Açúcar, com a qual apresentou 12 espetáculos multilingues. Já foi reconhecido e premiado tanto no Brasil, como em Espanha, onde reside atualmente, e em França.

Durante a infância na Ceilândia, Gabriel F. e Marco Michelângelo trabalhavam juntos na conceção de textos, que sonhavam transformar em argumentos de cinema. A música também entrou cedo na vida dos dois e, na faculdade, assumiram trabalhos conjuntos de criação musical e composição de bandas sonoras para diversas montagens. Gabriel F. tinha assim como ambição ser realizador de cinema, mas acabou por ir parar aos palcos de teatro.

Em 2014, Gabriel F. apresentou a peça “Adaptação” no festival Cena Contemporânea e tendo conseguido conquistar a atenção de Arnaud Meunier, o Diretor do Centro de teatro La Comédie de Saint Étienne, foi convidado para uma residência em Paris. Com a oportunidade, Gabriel F. forçou-se a aprender francês e construiu um espetáculo especialmente para o Centro. A parceria solidificou-se tornando-se assim parte da equipa. Ainda em parceria com o Centro, Gabriel F. trabalha atualmente num projeto de adaptação de oito autores brasileiros e oito franceses, que terão as obras traduzidas e apresentadas ao público em 2019.

O Teatro de Açúcar retornará aos palcos do Brasil em 2019, para comemorar os seus 10 anos de existência e apresentarão os espetáculos “Adaptação”, “Naufragé(s)” e “La Isla Flotante”, que está a ser atualmente traduzido para português. A companhia também está a organizar o lançamento de um fotolivro sobre a sua história.

A peça “Naufragé(s)”, apresentada no Théâtre du Grand Point tem como parcerias e apoios, entre outros, a Comédie de Saint Étienne – Centre dramatique national, a Aliança Francesa Brasília, a Embaixada de França no Brasil ou ainda a Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília.

 

Théâtre du Rond-Point

2 bis avenue Franklin D. Roosevelt

75008 Paris

Infos: 01.44.95.98.21

Tarifa: 31 euros

www.theatredurondpoint.fr/spectacle/naufrages/

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 6 Votos
8.1
X