Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Lille, equipa que conta com cinco portugueses, inclusive o defesa-central Edgar Ié (na esquerda na foto), defronta esta sexta-feira o Caen num jogo a contar a 20ª jornada do Campeonato francês da primeira divisão, a Ligue 1.

Este encontro que vai decorrer no Estádio Michel d’Ornano, em Caen, foi antecipado, ele que devia decorrer apenas no sábado, no entanto com as manifestações dos Coletes Amarelos, as autoridades e a Liga Francesa de futebol decidiram antecipar o encontro entre estas duas equipas.

O Caen ocupa atualmente o 16° lugar com 18 pontos e tem de angariar pontos para sair desta zona perigosa junta aos últimos lugares que dão acesso à descida de divisão.

No que diz respeito ao Lille, o clube do Norte da França continua no segundo lugar com 34 pontos, a 13 do líder, o Paris Saint Germain. No Campeonato o Lille acabou o ano de 2018 com uma derrota caseira frente ao Toulouse por 1-2, no entanto no primeiro jogo de 2019, a contar para a Taça de França, os ‘Dogues’ derrotaram por 1-0 o Sochaux, clube do segundo escalão francês.

Edgar Ié, em conversa com o LusoJornal, admitiu que quer continuar na senda das vitórias, ele que deseja ter cada vez mais oportunidades no onze na equipa do Lille.

Frente ao Caen é necessário continuar a vencer?

É preciso sobretudo regressar aos triunfos na Ligue 1. Queremos continuar nos lugares cimeiros e para isso temos de vencer. Queremos regressar à boa dinâmica que tínhamos no campeonato antes da derrota frente ao Toulouse, e queremos continuar na senda das vitórias em 2019 após o triunfo frente ao Sochaux.

Como está o Edgar Ié depois da férias natalícias?

Estou bem. Estou a aproveitar cada oportunidade que me dá o Treinador como frente ao Sochaux. Nem que seja alguns minutos, eu vou agarrar sempre esses momentos para jogar e dar o meu máximo.

Na Taça de França, na segunda-feira, foi um triunfo pela margem mínima, 1-0 frente ao Sochaux?

O importante nessa prova é vencer e foi o que fizemos. Jogamos bem, marcámos cedo e resistimos até ao fim. O Treinador alertou-nos para termos cuidado e para estamos concentrados. Ganhámos, foi o essencial.

Na próxima ronda vão defrontar o Sète…

Não vai ser um jogo fácil, ser de uma divisão inferior não quer dizer nada. Vamos jogar fora e temos de ser sérios como frente ao Sochaux.

 

Sic Cristina

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.6
X