Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Bruno Martins e o seu copiloto, Rui Ferreira ‘Casturious’, que entraram para esta edição 2019 do rali Dakar com um Can-Am X3 UTV da equipa francesa BBR Motorsport, acabaram por ficar fora da prova após a 5ª etapa da prova.

A dupla portuguesa foi eliminada da competição por não conseguirem cumprir o tempo limite na etapa. No entanto Bruno Martins e o seu copiloto, Rui Ferreira ‘Casturious’ vão continuar na prova, sem classificação, e poderão ajudar os outros pilotos, ainda em prova, da equipa francesa BBR Motorsport.

De notar que o piloto português, Bruno Martins, esteve quase três dias sem dormir como ele afirmou nas redes sociais após o dia de descanso que ocorreu no sábado 12 de janeiro: “Depois de algumas horas de sono que tínhamos em atraso, após três etapas sem descanso, queria apenas partilhar convosco um sentimento sobre tudo o que aconteceu: DREAM. DARE. LIVE IT. Venha de lá a segunda semana”, acrescentando que vai chegar ao fim da prova com o apoio dos seguidores que tem nas redes sociais: “Foram três dias verdadeiramente difíceis mas onde vivemos intensamente esta competição. Se me perguntassem se era assim que sonhava participar no Dakar, acreditem que a resposta não era positiva. Mas foi assim que aconteceu e é assim que vamos recordar todas as aventuras! O sonho continua bem vivo apesar das adversidades! Acreditem que o vosso apoio chega aqui ao Peru! Vamos juntos até Lima!”, concluiu Bruno Martins.

Recorde-se que a edição de 2019 do rali Dakar, organizada pela Amaury Sport Organization (ASO), começou com 20 Portugueses. Até 17 de janeiro, os participantes terão enfrentado cerca de 5.000 quilómetros, dos quais 3.000 cronometrados, totalmente disputados no Peru.

 

Sic Cristina

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.3
X