Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Paris Saint Germain goleou por 9-0 o Guingamp do Português Pedro Rebocho, num jogo a contar para a 21ª jornada do Campeonato francês da primeira divisão de futebol, a Ligue 1.

O Paris Saint Germain recebeu no Parc des Princes o Guingamp, clube onde atua o Português Pedro Rebocho e que há pouco mais de uma semana derrotou os Parisienses por 1-2, nesse mesmo estádio, em jogo dos quartos de final da Taça da Liga francesa.

Desta vez o PSG não queria ser surpreendido pela equipa da Bretagne. O avançado brasileiro Neymar inaugurou o marcador aos 12 minutos de jogo. O encontro estava lançado e ia acelerar ao longo dos minutos.

Antes do intervalo, o Campeão do Mundo francês Kylian Mbappé apontou dois tentos aos 38 e 45 minutos de jogo, aumentando o marcador para 3-0.

O resultado já parecia algo pesado, mas os Parisienses continuaram a acelerar na segunda parte. Primeiro pelo avançado uruguaio Edinson Cavani que marcou dois golos em 6 minutos (60 min e 66 min). Este encontro até parecia um duelo entre os avançados do PSG.

Aos 68 minutos, Neymar marcou um segundo tento pessoal, o sexto para o Paris Saint Germain. Os adeptos parisienses estavam satisfeitos mas o festival não ia parar por aqui. O público presente ainda teve tempo para ver os golos de Edinson Cavani e de Kylian Mbappé, respetivamente aos 75 e aos 80 minutos de jogo, terminando os dois avançados com três tentos cada.

A conta apenas ficou fechada aos 83 minutos quando o defesa belga Thomas Meunier, que tinha entrado aos 77 minutos para o lugar do defesa brasileiro Thiago Silva, apontou o derradeiro golo do encontro, que fixou o resultado em 9-0 para o PSG frente ao Guingamp do lateral português Pedro Rebocho.

Uma goleada, uma «humilhação» como o próprio Pedro Rebocho reconheceu ao LusoJornal no fim do encontro.

 

O que podemos dizer desta derrota?

Para mim é uma humilhação perder por 9-0. Acho que corresponde ao que fizemos dentro de campo. Não demos a melhor imagem que podíamos dar, que já demos aqui há uns dias atrás e é claro que fica uma frustração enorme quando se perde por tantos golos de diferença. Este jogo serve de exemplo para os próximos jogos porque não podemos deixar que brinquem com a nossa equipa e temos de mostrar que valemos mais do que mostramos hoje.

 

Podemos explicar as diferenças entre o jogo da Taça da Liga e aquele para o Campeonato?

O facto de termos sofrido cedo o golo, a equipa mentalmente foi um pouco abaixo, e a partir daí sofremos o segundo e o terceiro. Fomos para o intervalo e o nosso objetivo era não sofrer mais golos e talvez conseguir um golo. Como se viu não conseguimos e pagámos caro por isso.

 

Agora é esquecer este jogo…

Sabíamos que ia ser um jogo complicado, é difícil obter pontos aqui. Não podemos esquecer o próximo jogo frente ao Reims para o Campeonato que temos de vencer obrigatoriamente. Se queremos nos manter na primeira liga, temos de alcançar resultados. O foco é a manutenção isto apesar de estarmos nas meias da Taça da Liga. Na minha ótica e na do clube, o principal objetivo é o Campeonato porque é isso que nos dá mais garantias. Se podíamos vencer uma taça e garantir a manutenção seria ótimo, sobretudo que estamos a um jogo da final da Taça da Liga, mas o principal é o Campeonato.

 

Como se sente neste momento?

Se pudesse falar antes do jogo, diria que me sinto muito feliz aqui. Este ano tem-me corrido muito melhor do que o ano passado. Sinto-me muito mais confiante e as coisas tem-me saído muito melhor, isto apesar da equipa não estar bem classificada. Vou aproveitar as oportunidades que tiver para jogar e mostrar o meu valor para ajudar a equipa.

 

Na tabela classificativa, o PSG lidera com 53 pontos, mais três do que o Lille, enquanto o Guingamp ocupa o 20° e último lugar com 14 pontos.

Na próxima jornada, o Guingamp recebe o Reims a 26 de janeiro pelas 20h00, enquanto o Paris Saint Germain acolhe o Rennes a 27 de janeiro.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.3
X