Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Portugal e França estão aliados com Espanha, Itália e Holanda numa “profunda preocupação” com a situação na Venezuela, todos reiterando o apelo ao diálogo entre o regime e a oposição, isto segundo uma nota do Ministério dos Negócios Estrangeiros português.

Augusto Santos Silva, Ministro português dos Negócios Estrangeiros, afirmou que era necessário criar um grupo de contacto internacional para facilitar o diálogo entre as autoridades venezuelanas e a oposição para ultrapassar a atual situação.

O balanço dos protestos no país, onde há uma forte Comunidade portuguesa, é de que, pelo menos, 14 pessoas morreram em dois dias de protestos contra o Governo venezuelano, segundo dados divulgados por duas organizações não governamentais (ONG).

De referir que a União Europeia – que conta com Portugal e França – tenta encontrar uma solução, no entanto não participou na tomada de posse do atual Presidente Nicolás Maduro para um segundo mandato, a 10 de janeiro, por considerar que as eleições presidenciais “não foram justas nem livres” segundo a UE.

 

MCL

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
8.6
X