Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Crónica de Jéssica Ferreira – Jogadora do Clermont Andebol

Recebemos o Frontignan no primeiro jogo da segunda volta do campeonato de andebol. Era um jogo com importância para nós, não só por querermos ganhar todos os jogos, mas porque tínhamos perdido fora de portas por uma bola. A equipa visitante trouxe apenas 8 jogadoras, podendo fazer apenas uma substituição durante todo o encontro. Mesmo estando limitadas a uma substituição, conseguiram jogar melhor do que nós, com mais serenidade.

Abrimos o marcador com a Cristiana Morgado a mexer bem no jogo e a mostrar alguma criatividade no ataque, e de seguida o Frontignan respondeu. A jogar com tão poucas jogadoras, tinham que desacelerar o ritmo para conseguirem manter-se no jogo. Cometemos o erro de aceitar essa passividade, principalmente a nível defensivo. Valeu-me estar num dia bom e permitir que muitas dessas ocasiões não resultassem em golo.

Estivemos algo desorganizadas no ataque e cometemos várias falhas técnicas que normalmente não são aceitáveis. No entanto, estivemos sempre à frente do marcador durante toda a primeira parte, mesmo a jogar com alguma ansiedade e fomos para o intervalo a ganhar por 15-13.

No regresso ao terreno de jogo, temeu-se o pior. Logo no primeiro minuto de jogo, o Frontignan conseguiu empatar o jogo a 16 golos, graças a perdas de bolas nossas. O jogo continuou equilibrado até aos 8 minutos, altura em que Lucie Modenel entrou e conseguiu colocar eficácia no ataque. Foi a partir de aí que pegamos no jogo de vez e fomos mantendo uma distância de 5 bolas até ao final. Ganhamos (35-30), numa partida muito desorganizada da nossa parte tanto a nível ofensivo como defensivo.

Na próxima jornada, não podemos jogar desta forma. Defrontamos o Toulouse, o primeiro classificado, com mais um ponto que nós, que nesta jornada empatou face ao Bruguieres. Vamos lá discutir a liderança e vencer o jogo. Queremos depender só de nós para cumprirmos o objetivo final: Subir de divisão. Segue-se uma semana de trabalho, onde vamos estar ansiosas e nervosas para o próximo fim-de-semana, mas são estas “finais” que são saborosas de jogar.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.2
X