Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

1906: Nasce D. António Ferreira Gomes, Bispo do Porto que desafiou a ditadura do Estado Novo, de Oliveira Salazar.

1913: Nasce o ator João Villaret.

1933: As forças militarizadas do partido nazi de Hitler, as SA, queimam, em toda a Alemanha, obras dos autores proibidos pelo regime, que vão de JW Goethe a Heinrich Heine, Holderlin, Thomas Mann ou Shakespeare.

1939: É fundado o Rio Ave FC.

1940: II Guerra Mundial. As forças nazis invadem a França, a Bélgica, a Holanda e o Luxemburgo. Demite-se o primeiro-ministro britânico Neville Chamberlain. É substituído por Winston Churchill.

1958: Humberto Delgado, candidato da Oposição Democrática à Presidência Portuguesa, numa conferência de imprensa no Café Chave d’Ouro, em Lisboa, pronuncia a frase “Obviamente, demito-o”, sobre Salazar.

1972: José Afonso interpreta pela primeira vez em público “Grândola Vila Morena”, em Santiago de Compostela.

1981: Primeira vitória de François Mitterrand nas eleições presidenciais francesas.

1984: Após dez dias em estado de coma, morre em Lisboa o ciclista português Joaquim Agostinho, com 41 anos.

1994: Nelson Mandela é investido presidente da África do Sul, um dia depois de consagrado pelo Parlamento recém-eleito.

 

Este é o centésimo trigésimo dia do ano. Faltam 236 dias para o termo de 2021.

Pensamento do dia: “Onde queimarem livros, mais tarde ou mais cedo, o homem também acabará destruído”. Heinrich Heine (1797-1856), poeta alemão.

 

Comunidade
X