Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

1807: Tropas francesas comandadas pelo general Junot entram em Portugal, pela fronteira de Segura. Começam as invasões francesas.

1828: Morre, com 32 anos, o compositor Franz Schubert, autor de “A Bela Moleira”, “Viagem de Inverno”, “A Morte e a Donzela”.

1846: É fundado o Banco de Portugal com o decreto régio que determina a fusão do Banco de Lisboa com a Companhia de Confiança Nacional.

1905: É inaugurada A Brasileira por um português que esteve emigrado no Brasil, onde enriqueceu com o negócio do café. A Brasileira está classificada desde 1997 como imóvel de interesse público e tem o selo “Lojas com História”, atribuído pela Câmara Municipal de Lisboa.

1920: Nasce, em Santarém, Bernardo Santareno, pseudónimo literário de António Martinho do Rosário.

1961: Cerca de cinco mil rebeldes argelinos, detidos em prisões francesas, terminam uma greve de fome de 19 dias, conseguindo o estatuto de prisioneiros políticos.

1977: Um Boeing 727 da TAP despenha-se, ao tentar aterrar no aeroporto de Santa Catarina, no Funchal. Morrem 131 pessoas. É o primeiro e único grande desastre sofrido pela transportadora aérea nacional.

1994: Joaquim Chissano vence as primeiras presidenciais moçambicanas com 53,3% dos votos. Nas legislativas, a Frelimo atinge os 44,3% e a Renamo, 37,7%.

2004: Termina formalmente o Serviço Militar Obrigatório, embora na prática tivesse terminado a 19 de setembro, data a partir da qual os três ramos das Forças Armadas passaram a contar apenas com voluntários contratados.

2019: Morre, aos 77 anos, José Mário Branco, músico, cantor e produtor.

 

Este é o tricentésimo vigésimo terceiro dia do ano. Faltam 43 dias para o termo de 2021.

Pensamento do dia: “Uma das grandes desvantagens da pressa é que nos faz perder demasiado tempo”. G. K. Chesterton (1874-1936), escritor britânico.

 

 

X