Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Fismes: Ponto final para o programa de rádio “Bom Dia Portugal”

LusoJornal / Carlos Pereira LusoJornal / Carlos Pereira

Na semana passada, dia 10 de abril, terminou o programa Bom Dia Portugal na rádio Grafitti, em Fismes. Fátima Sampaio e Dino decidiram pôr termo ao programa sobre Portugal que já animavam há vários anos nesta rádio, argumentando imposição na mudança de horário.

“Desde setembro que a Direção da rádio nos mudou o horário do programa e sentimos que perdemos muita audiência com esta mudança” disse Fátima Sampaio ao LusoJornal.

O programa tinha lugar todos os sábados à tarde, mas desde setembro o Diretor de programas daquela estação passou-o para o espaço horário das 18h00 às 21h00, à quarta-feira. “Notamos que perdemos muitos ouvintes, que não tínhamos tanta gente a ouvir o programa, como tínhamos ao sábado, em que as pessoas ligavam muito mais para intervir no programa”.

O anúncio foi feito no passado dia 6 de abril, durante a 16ª Festa de aniversário do programa, na Salle Georges Brassens, em Villeneuve Saint Germain (02).

Todos os anos a dupla de apresentadores organizava um jantar com espetáculo, para recolher os fundos necessários para a manutenção do programa. Desta vez viram cantar os artistas Inv3rsus, Carlos Riva, Christophe Malheiro, Joana D’Arc e Eduardo Santana, estes dois últimos vindos especialmente de Portugal para este evento. O baile foi animado por Carlos Pires, com a apresentação do já habitual Carlos Tavares.

Quando Fátima Sampaio anunciou que esta seria a última festa de aniversário, houve uma lágrima no canto do olho, como cantaria Bonga, um dos cantores favoritos da radialista. O Deputado Carlos Gonçalves, eleito pelos Portugueses residentes no estrangeiro, também presente, nem queria acreditar. Mas a decisão estava tomada. “Nestas condições não podemos fazer um bom trabalho. Os nossos convidados tinham de vir de Paris e à quarta-feira ao fim da tarde não conseguíamos ter convidados. Aliás desde setembro que o programa não tem tido convidados” explica Fátima Sampaio.

Quando desceu do palco, as cerca de 350 pessoas presentes no jantar pediram-lhe que mudasse de ideias, ou pelo menos que continuasse a organizar este tipo de festas. “Não faz sentido” diz Fátima Sampaio. “Estas Festas tinham como objetivo recolher fundos para manter o programa. Ora, se não temos programa, também não necessitamos das festas”.

Neste jantar, que vai certamente ficar marcado na memória de Fátima Sampaio, houve outra surpresa: Fátima e Dino, os dois animadores do programa, formam um casal. Até aqui, sempre foram apresentados como colegas de trabalho, mas desta vez, decidiram quebrar o silêncio sobre estas questões mais pessoais.

O casal começou a fazer programas em 2003. O programa “Bom Dia Portugal” começou na rádio Soleil Media, em Reims, passou pelas rádio Primitive e rádio Phare, ambas em Reims, até chegar à rádio Grafitti, em Fismes. Inicialmente a equipa tinha mais elementos, mas pouco a pouco, o casal manteve-se fiel ao posto até quarta-feira da semana passada.

“Todas as semanas fazíamos 75 km para fazer este programa de rádio” explica Fátima Sampaio. E fazíamos este esforço porque gostamos de fazer rádio”. O conceito é simples, Fátima – aliás Maria para os ouvintes – falava em português, enquanto Dino, de origem italiana, falava em francês. “Sempre quisemos fazer programas em direto, porque eu gosto do contacto com os ouvintes” diz a radialista ao LusoJornal. E a receita da dupla era simples: transmitir alegria e boa disposição!

“O Diretor da estação ainda deixou no ar a hipótese de voltar a alterar a hora do programa, mas para nós já não faz sentido. Ele devia ter ouvido a nossa opinião já em setembro” diz Fátima Sampaio que promete descansar agora durante uns meses “e depois logo se vê”. Mas assume “um vazio”.

Os 350 participantes no jantar do 16° aniversário do programa ficaram tristes com a notícia, mas continuaram a festa, animada com os artistas, cuja escolha visivelmente agradou aos presentes. “Alguns andaram mais de 200 km para estar neste jantar” diz Fátima Sampaio.

Para ajudar a dupla de animadores, juntaram-se muitos voluntários. Pediram a louça ao Grupo Português de Reims (GPR) e cada um deitou mãos à massa para cozinhar para toda a gente e para acolher os presentes nas melhores das condições. Fátima Sampaio trocou o microfone pela bata de cozinheira e parece também ter agradado os presentes.

“Um grande obrigado a todos os que nos seguem há muitos anos, que estiveram presentes durante os bons e os maus momentos. O livro de Bom Dia Portugal chegou ao fim” disse com emoção Fátima Sampaio.

Quem sabe se depois de um merecido descanso, regressa com ainda mais “engenho e arte” para continuar a promover a música portuguesa em França?

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
7.8
X