Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Mais uma vez, o empresário português radicado há 35 anos na região parisiense, Jean Pina, vai organizar uma Ceia de Natal solidária para os mais carenciados, sobretudo crianças, jovens e idosos das instituições de solidariedade da Guarda e de Mangualde.

Em 2014, Jean Pina organizou, também na Guarda, um Jantar de Natal para 400 pessoas, no qual participou aliás o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro. E desde então tem oferecido cabazes de Natal, tem apoiado crianças institucionalizadas, tem ajudado a melhor a vida dos prisioneiros e desta vez, quer organizar mais uma Ceia de Natal com mais de mil participantes.

Por todo o seu percurso profissional e social e em especial pela atenção que tem com a Guarda, viu reconhecida a sua dedicação, em novembro de 2015, com a atribuição da Medalha de Mérito Municipal do Município da Guarda. Tem também um busto na Casa do Benfica da Guarda, pelo apoio que também tem dado àquela instituição.

No jantar que quer organizar no dia 20 de dezembro – data importante para o empresário por ser dia do seu aniversário, mas também por ser o aniversário da morte do seu próprio pai – quer juntar 1071 pessoas, entre idosos, crianças institucionalizadas, cidadãos portadores de deficiência dos 14 Concelhos do Distrito da Guarda e o Município de Mangualde, num único espaço na Guarda “para lhes oferecer afetos, partilha e alegria naquela que será a maior Ceia de Natal solidária da Região da Guarda e quem sabe de Portugal” disse ao LusoJornal. “Toda a gente estará sentada à mesa e todos estarão misturados, para que pessoas de várias idades, de várias freguesias, em várias situações, possam falar, possam passar uma ceia especial de partilha” diz Jean Pina.

Para além da Ceia e da música, serão entregues cabazes de Natal onde as iguarias próprias da época não poderão faltar na mesa dos que mais necessitam. “Quero entregar cerca de 300 cabazes de Natal”.

Esta campanha de angariação de “sorrisos” foi iniciada em França, mas Jean Pina lançou um apelo para que mais pessoas apoiem, se associem a esta iniciativa. “Quantos mais formos, melhor. Nas edições anteriores as pessoas têm participado, por isso sei que este ano também vão participar. Todas as ajudas serão benvindas”.

LusoJornal Artigos

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 7 Votos
6.7
X