Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Magazine «JG – Jumelages/Geminações» foi apresentado ontem no Consulado de Portugal

LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha

Foi apresentada ontem, nos Salões Eça de Queirós do Consulado Geral de Portugal em Paris, a primeira edição do Magazine JG – Jumelages/Geminações cujo Diretor é Ricardo José, também jornalista da Rádio Alfa.

A revista aborda questões relacionadas com as geminações entre localidades francesas e portuguesas. Já tinha sido editada a edição zero em maio deste ano e agora surge a primeira edição, de outubro e novembro de 2017. Para além do Cônsul Geral de Portugal em Paris, António de Albuquerque Moniz, houve uma intervenção de Jean-Pierre Pinheiro, Diretor do Turismo português em França junto da Embaixada de Portugal.

António Moniz enalteceu a revista, que nesta primeira edição tem uma entrevista com o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, e destacou a importância das cerca de 250 geminações que existem entre localidades francesas e localidades portuguesas. «Esta revista é importante porque põe em destaque esta malha de geminações e as geminações são importantes na construção da Europa».

Por seu lado, Ricardo José diz que haverá cerca de 70 geminações ativas entre a França e Portugal, num universo de 30.000 geminações na Europa. E destacou a importância das associações portuguesas no processo de geminação entre localidades francesas e portuguesas.

Jean-Pierre Pinheiro falou de turismo, da progressão de 23% que o destino Portugal continua a ter em França e lembrou que «há 11 anos que a progressão do turismo francês para Portugal se faz com dois dígitos». Referiu que «os eventos geopolíticos, nomeadamente no Magrebe, influenciaram certamente o destino ‘praia’, no Algarve» mas lembrou que a progressão já tinha começado antes e Portugal passou a ser o 3° destino preferido dos Franceses.

Para Jean-Pierre Pinheiro, as geminações intensificam o turismo para Portugal. «Dos cerca de 2,5 milhões de turistas franceses que visitam Portugal, apenas 10% passam pelas agências de viagens. Os restantes vão pelas mais variadas vias» e lembrou «as centenas de milhares de escolares e de séniores que visitam Portugal, levados pelas autarquias francesas».

Na sala estava Dominique Petitpas, Maire Adjointe da cidade de Deuil-la-Barre, cuja geminação com Lourinhã, foi largamente abordada nesta edição da revista, tal como a geminação entre Monção e Vigneux-sur-Seine.

Vários outros autarcas e membros de Comités de geminação fizeram intervenções na sala, destacando a necessidade de criação de uma rede de localidades geminadas e de «ferramentas que nos ajudem a fazer uma geminação e a manter uma geminação ativa».

António Moniz diz que várias localidades francesas têm pedido apoio do Consulado de Portugal para encontrar localidades portuguesas disponíveis para uma geminação.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 13 Votos
6.0
X