Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A 40ª Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) decorreu em Paris e contou com a participação, entre outros países lusófonos, de Cabo Verde e de Angola na sessão plenária, num evento que encerrou a 27 de novembro.

O Ministro caboverdiano da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, realçou que a educação é a base para o desenvolvimento, afirmou que o arquipélago é rico a nível da cultura, e defendeu que a Morna vai ser ‘oficialmente’ Património Imaterial da Unesco a 12 de dezembro, em Bogotá, na Colômbia.

 

Porque esteve presente nesta Conferência o Ministério da Cultura?

Normalmente a Comissão Nacional da Unesco está no Ministério da Educação ou no Ministério das Ciências e do Ensino Superior. Em Cabo Verde nós decidimos estrategicamente ter a Comissão anexada ao Ministério da Cultura e Indústrias Criativas, na perspetiva de futuras classificações a Património da Humanidade, mas também na perspetiva de termos um plano de trabalho aprofundado sobre as várias convenções. No entanto estive aqui em Paris a representar todos os setores que a Comissão Nacional da Unesco cobre, nomeadamente a Cultura, as Indústrias Criativas, Comunicação Social, Educação, Ensino Superior e Ambiente. Quisemos estar aqui presentes, não só para a Conferência Geral, mas também para o encontro de Ministros, que acontece 20 anos depois (!) É praticamente retomar uma agenda da Unesco que visa tornar a cultura quase como um setor central.

 

A Educação e a Cultura são bases importantes da Unesco…

Os sucessivos Governos de Cabo Verde apostaram na educação como a base principal para o desenvolvimento do país, partindo do princípio que, quem educa cria melhores condições de acesso à saúde, melhores condições de acesso a mais rendimentos entre a gerações, criação de acessos a outros escalões profissionais, portanto a educação é a principal estratégia para um país que não tem outros recursos. Quanto à cultura, Cabo Verde é um país rico, mas para mim temos ainda de organizar o setor, criar as condições de formalização das profissões ligadas às artes. É anormal que grandes artistas caboverdianos, famosos internacionalmente, cheguem à idade da reforma numa situação de absoluta precariedade. Mas é estranho que o Estado não consiga aproveitar a criatividade para capitalizar mais em impostos mas também retribuir à sociedade criando as condições para que os artistas e os criativos exerçam o seu trabalho. Estamos aqui a fazer um trabalho de base, reorganizar tudo aquilo que é a função e a missão do Ministério da Cultura, mas ainda temos muito que aprender. Nós temos a vantagem de ser um país estável.

 

A Morna vai mesmo ser Património Imaterial da Unesco?

Cabo Verde é o país onde se criou o povo crioulo. O primeiro povo que se fundou a partir desse encontro de culturas é Cabo Verde, e é por isso que a Morna tem uma força extraordinária no mundo, tem eco porque nós representamos vários cantos sagrados de várias nações que se encontraram em Cabo Verde. Temos um enorme potencial. A Morna está quase. Os encontros que tive aqui em Paris com os países que têm assento e que votam, foram encontros simbólicos de pura diplomacia. Na Colômbia vamos ter cerca de 100 ‘dossiers’ a analisar em três dias, portanto muito dificilmente qualquer outro ‘dossier’ será reaberto para reapreciação por um conjunto de países. Os ‘experts’ já deram o seu veredito, e nós acreditamos que esse ‘quase’ está mesmo a ter uma conclusão muito feliz para o povo caboverdiano. A minha convicção é total e plena: Morna vai ser Património Imaterial da Humanidade na Colômbia. De notar que nunca houve um ‘dossier’ da Morna antes da nossa subida ao poder, este é um facto. Vou continuar a defender o nosso ‘dossier’ até Bogotá.

 

E sobre as Ilhas do Fogo e do Maio, o que podemos dizer?

Fogo e Maio são candidatas a Reserva Natural, e já foi entregue o ‘dossier’. Esperemos que no próximo ano teremos o resultado na Unesco.

 

LusoJornal Artigos
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 5 Votos
6.6
X