Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Academia do Bacalhau de Lyon ajuda criança em tratamento contra o cancro

LusoJornal / Jorge Campos LusoJornal / Jorge Campos LusoJornal / Jorge Campos LusoJornal / Jorge Campos

Na sexta-feira da semana passada, dia 17 de novembro, a Academia do Bacalhau de Lyon (69) reuniu para o seu habitual jantar entre «Compadres», no restaurante de especialidades portuguesas «O Delta».

Cerca de três dezenas de convivas apreciaram uma ementa onde não podia faltar o emblema da Academia, o bom bacalhau cozinhado, desta vez pela equipa do Delta, situado em Dardilly.

Foram mais uns momentos de «tertúlia», partilha de amizades entre os «Compadres», como sempre acontece nos encontros mensais.

«Mas desta vez foi um dia especial, pois tivemos connosco a família beneficiária do nosso donativo de um montante de dois mil euros, para poder custear os tratamentos que deve ter a filha, que sofre de cancro». Disse ao LusoJornal José Luís Proença, o Presidente da Academia do Bacalhau de Lyon. «Como é a nossa única razão de existência, e também o nosso principal objetivo, temos desde a nossa criação, em 2006, ajudado instituições francesas e portuguesas, sempre que somos solicitados, e logo que possamos, atuamos nesse sentido que é o de ajudar financeiramente as pessoas em dificuldades, diretamente ou através das instituições a caráter humanitário e caritativo, com os fundos angariados ao longo do ano, nos nossos jantares, com donativos e com as cotas».

Para poder integrar a Academia do Bacalhau de Lyon, e vir a ser «Compadre» ou «Comadre», tem de ser formulado o pedido através de um «Compadre» já confirmado, e participar em três jantares seguidos, «para que se possa apreender todo o sentido destes encontros». Depois haverá um voto de aceitação e o resultado tem que ser por unânimidade.

Precisamente nesse jantar foi «confirmado» um novo «Compadre» da Academia do Bacalhau de Lyon.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
5.9
X