Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Cultura

 

A exposição “A Curva da Estrada”, com peças dos artistas Darocha (1945-2016) e Nuno Ramalho, reunidos pela obra do escritor Ferreira de Castro (1898-1974), foi inaugurada na semana passada, na Galeria Graça Brandão, em Lisboa.

Pegando no título de um livro do escritor, os dois artistas, também nascidos em Oliveira de Azeméis, no distrito de Aveiro, como Ferreira de Castro, apresentam desenhos nos dois pisos da galeria.

José Luís Darocha, cujos “Desenhos dos anos 80” são apresentados no primeiro piso, partiu cedo para França onde viveu e morreu em 2016, mantendo sempre o contacto com Portugal, tendo participado na “Alternativa Zero”, organizada pelo artista multidisciplinar Ernesto de Sousa.

Por seu turno, Nuno Ramalho, nascido em 1975, apresenta a exposição “Desenhos e…”, recriando uma obra feita no chão da galeria, apresentada pela primeira vez na Canvas do Porto, em 2002, entre outros trabalhos.

O título da exposição, segundo um comunicado do galerista José Mário Brandão, é uma homenagem a Ferreira de Castro.

 

Galeria Graça Brandão

Rua dos Caetanos, 26A

Lisboa

 

Donativos LusoJornal
X