Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

1231: Morre Santo António de Lisboa, em Pádua. Tinha 39 anos.

1502: Cristóvão Colombo descobre a Ilha de Martinica.

1569: Fracassa o ataque a Lisboa do corsário inglês Francis Drake, ao serviço de Isabel I de Inglaterra.

1654: O Padre António Vieira prega o “Sermão de Santo António aos Peixes”, em Lisboa, antes da viagem de regresso ao Brasil com as instruções do rei sobre o estatuto dos índios nas missões do Maranhão.

1763: Nasce José Bonifácio de Andrade e Silva, herói da independência do Brasil.

1888: Nasce o escritor português Fernando Pessoa, autor de “Tabacaria”, criador dos heterónimos Álvaro de Campos, Ricardo Reis e Alberto Caeiro.

1920: A escultura de Nossa Senhora de Fátima é entronizada na Capelinha das Aparições.

1958: Morre, com 60 anos, o ator português Vasco Santana, protagonista de “O Pátio das Cantigas”, “Pai Tirano” e “Canção de Lisboa”.

1984: Morre, com 39 anos, o cantor popular português António Variações.

1993: Morre, aos 81 anos, a fadista portuguesa Hermínia Silva.

1997: Morre, com 49 anos, o poeta Al Berto, pseudónimo de Alberto Raposo Pidwell Tavares, autor de “Vida das Imagens” e “Horto de Incêndio”.

2005: Morre, com 82 anos, Eugénio de Andrade, poeta, escritor, Prémio D. Dinis, Grande Prémio da APE, Prémio Camões.

2005: Morre, aos 91 anos, Álvaro Cunhal, resistente antifascista, líder histórico do PCP, antigo secretário-geral (1961-92), ex-deputado, artista plástico e escritor.

2006: Morre, aos 61 anos, Fernanda Barroso, engenheira química, militante do PCP, viúva de Álvaro Cunhal.

 

Este é o centésimo sexagésimo quarto dia do ano. Faltam 201 dias para o termo de 2022.

Pensamento do dia: “O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela”. Fernando Pessoa (1888-1935), poeta português.

X