Dia 14 de dezembro, Dia Nacional do Tais

Donativos LusoJornal

 

1745: Um incêndio destrói os Paços da Ribeira, em Lisboa.

1799: Morre, aos 67 anos, George Washington, primeiro Presidente dos EUA.

1911: O explorador norueguês Roald Amundsen atinge o Polo Sul.

1918: Morre, com 46 anos, Sidónio Pais. O 4º Presidente da República portuguesa é assassinado, em Lisboa, junto à estação do Rossio. Canto e Castro assume Presidência interinamente.

1952: Morre, com 75 anos, o escritor português Teixeira de Pascoaes, pseudónimo literário de Joaquim Pereira Teixeira de Vasconcelos.

1955: Portugal é admitido nas Nações Unidas.

1962: A Assembleia-Geral da ONU condena a atuação de Portugal em Angola e reclama o reconhecimento imediato do direito dos povos à independência assim como o fim de todos os atos de repressão pelo Governo de Oliveira Salazar.

1983: Morre a artista plástica portuguesa Sarah Afonso, viúva de Almada Negreiros. Tinha 84 anos.

1987: Criação do movimento islâmico Hamas.

1993: Morre o maestro português Tavares Belo, autor de mais de 30 partituras para teatro de revista. Tinha 82 anos

1995: O Acordo de Paz para a Bósnia é assinado em Paris.

2001: O cineasta português Manoel de Oliveira é condecorado com o grau de comendador da Légion d’Honneur de França.

2004: É inaugurada a ponte Millau, a mais alta do mundo, nos Pirinéus franceses. Um projeto do arquiteto Norman Foster.

 

Este é o tricentésimo quadragésimo oitavo dia do ano. Faltam 17 dias para o termo de 2022.

Pensamento do dia: “Por mais belas teorias que se façam, por mais perfeitas Constituições com que se comece, o ‘status in statu’ forma-se logo. Ou com frades ou com barões ou com pedreiros-livres se vai pouco e pouco organizando uma influência distinta quando não contrária ao grande corpo social”. Almeida Garrett (1799-1854), escritor e político português.