Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A nona etapa do Dakar 2020 decorreu nesta terça-feira 14 de janeiro entre as cidades de Wadi Al Dawasir e de Haradh, na Arábia Saudita. O navegador português Paulo Fiúza (direita) ao lado do piloto francês Stéphane Peterhansel (esquerda), na equipa X-Raid Mini, venceram a nona etapa na categoria dos automóveis.

O Francês Stéphane Peterhansel e o Português Paulo Fiúza venceram a 9ª etapa a 15 segundos de vantagem sobre o Qatari Nasser al-Attiyah (Toyota).

Na geral, Paulo Fiúza e Stéphane Peterhansel continuam no 3° lugar agora a 6 minutos e 38 segundos do líder, o Espanhol Carlos Sainz (Mini), enquanto o Qatari Nasser al-Attiyah (Toyota) ocupa a 2ª posição a 24 segundos do líder.

De referir que o navegador português Filipe Palmeiro, com o piloto lituano Benediktas Vanagas (Toyota), ocupam o 17° lugar a 6 horas, 17 minutos e 48 segundos do líder.

No que diz respeito à categoria das motas,

Mário Patrão (KTM) alcançou o melhor resultado entre os motards portugueses no Rali Dakar, ao terminar no 25° lugar a nona etapa da prova de todo-o-terreno que está a ser disputada na Arábia Saudita. O piloto luso gastou mais 26 minutos e 55 segundos do que o vencedor da tirada, o piloto chileno Pablo Quintanilla (Husqvarna).

Na geral, o melhor português é António Maio (Yamaha) que ocupa o 28° lugar a 5 horas, 22 minutos e 52 segundos do líder, o Norte-Americano Ricky Brabec (Honda).

Quanto aos outros portugueses: Fausto Mota (Husqvarna) está no 33° lugar, à frente de Mário Patrão (KTM), 35°.

Recorde-se que a equipa Hero Motorsports não vai participar no que resta do Dakar, admitindo que não há condições para continuar, depois do trágico falecimento de Paulo Gonçalves, na etapa de domingo.

Os pilotos eram o Português Joaquim Rodrigues, cunhado de Paulo Gonçalves, e o Luso-Germânico Sebastian Bühler.

 

LusoJornal Artigos
X