Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A Seleção Brasileira de futebol de esperanças conquistou o Torneio de Toulon– Torneio Internacional Maurice Revello -, ao vencer na final o Japão, no desempate por grandes penalidades.

Num jogo dirigido pelo árbitro português António Nobre, o Brasil chegou à vantagem por Antony dos Santos, jogador do São Paulo, mas o Japão ainda igualou antes do intervalo, por Koki Ogawa, aos 39.

O ‘sportinguista’ Wendel ainda entrou no Brasil aos 67 minutos, para o lugar de Antony dos Santos, no entanto a final acabou por se decidir no desempate por penáltis (5-4), a equipa ‘canarinha’ chegado ao seu nono título em Toulon.

Nas grandes penalidades, o Brasil converteu os cinco, com Wendel a marcar o seu, enquanto o Japão viu Hatate falhar o último da sua série.

Em todas as finais que disputou no torneio francês de futebol, a equipa do Brasil venceu sempre, alcançando vitórias em 2019, 2014, 2013, 2002, 1996, 1995, 1983, 1981 e 1980, apenas atrás da anfitriã França, que tem 12 vitórias em Toulon.

Portugal, que venceu em 1992, 2001 e 2003, foi afastado nesta edição ainda na fase de grupos, no grupo em que o Japão terminou em primeiro, disputando depois com a França a atribuição do quinto lugar, num jogo que venceu por 3-0.

O médio português Vítor Ferreira, de 19 anos, do FC Porto, e que foi titular em dois jogos e marcou um golo, foi considerado o jogador revelação do torneio, enquanto o Brasileiro Douglas Luiz foi considerado o melhor futebolista.

 

LusoJornal Artigos
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.6
X