Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Rui Fonte chegou nos últimos minutos do mercado de verão ao Lille, um empréstimo de um ano dos Britânicos do Fulham. Desde que chegou, participou nos dois jogos da equipa e foi duas vezes titular. O avançado português integrou-se rapidamente na equipa, mas ainda está à procura do primeiro golo.

A equipa do Norte da França realiza um início de temporada sem comparações com aquele do ano passado, ocupando atualmente o segundo lugar isolado com 13 pontos, estando a cinco pontos do líder, o Paris Saint Germain.

No passado fim de semana o Lille venceu por 2-1 o Nantes, no Estádio Pierre Mauroy, com três jogadores portugueses a titulares – José Fonte, Xeka e Rui Fonte. De notar que a equipa do Norte da França conta ainda com mais dois atletas lusos no plantel – Rafael Leão, ainda lesionado, e Edgar Ié, que tem ficado no banco de suplentes.

O LusoJornal falou com o avançado português de 28 anos, Rui Fonte, que quer rapidamente marcar e continuar a ajudar a equipa a arrecadar mais triunfos.

 

Na quarta-feira o Lille vai defrontar o Bordeaux, como podemos antever esse encontro?

Uma equipa que não se encontra bem, tal como o Nantes, por isso vai ser um jogo difícil. Claro que vamos entrar para ganhar, esse é o nosso espírito, mas temos de ter em conta o valor da equipa do Bordeaux.

 

Dois jogos a titular desde que chegou, só falta um golo?

Quero marcar o mais rápido possível. Faz parte do meu trabalho, mas também sei que o meu trabalho para a equipa foi importante. Primeiro é a equipa ganhar.

 

Frente ao Nantes, foi mais uma vitória…

Foi contra uma equipa que está numa situação difícil, mas que tem um futebol difícil de contrariar. Creio que tivemos bem e que soubemos explorar os pontos fracos deles. Depois também fomos bons nos momentos cruciais do jogo com um golo no início da primeira parte e outro a meio da segunda. Estes factos abateram muito o Nantes. Ainda conseguiram chegaram ao 2-1 e até tivemos um final difícil, mas também acho que estas vitórias são importantes para o espírito de equipa e que nos fazem estar mais juntos, isto para levar o clube mais avante.

 

O trio de ataque com o qual atua é poderoso…

Com a qualidade individual dos jogadores também fica mais fácil. Tenho três companheiros na frente que são bons jogadores, bem como os médios e como toda a equipa. Eu acho que esta equipa se complementa muito bem. Tudo está a resultar bem, e agora é continuar a trabalhar para as coisas fluírem melhor, para ajudar a equipa a ganhar.

 

O Lille ocupa o segundo lugar, já começam a crescer algumas expectativas em torno da equipa?

Temos trabalhado para ganhar cada jogo. Agora sabemos que não vale a pena pôr as expectativas muito altas e depois não corresponder. Vamos pensar jogo a jogo. A equipa é jovem, temos as nossas expectativas, e temos ambição de ganhar todos os jogos.

 

Na próxima jornada, o Lille desloca-se ao terreno do Bordeaux, na quarta-feira 26 de setembro.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.6
X