Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Associações

 

 

A Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas já divulgou a lista dos projetos admitidos a concurso para o ano 2022 e prevê mais de 760.159,00 euros em subsídios. Foram apresentados a concurso 122 projetos, para os quais foram solicitados mais de 2,2 milhões de euros. Mesmo assim, os mais de 760 mil euros de subsídios para 2022 correspondem ao valor mais alto desde que esta modalidade de atribuição de subsídios foi instituída. A lista ainda é provisória e pode sufrer alterações nas próximas semanas.

A França é o país com mais projetos apoiados, implicando 21 associações e cujo montante em subsídios ascente a 217.879,50 euros.

O maior subsídio vai para o Brasil. Trata-se da restauração das pinturas sobre tela representando passagens de “Os Lusíadas”, de Luís de Camões, que compõe a ornamentação do forro do Salão Camoniano do Centro Português da cidade de Santos, para o qual a Secretaria de Estado vai atribuir 53.470,60, apesar de terem sido solicitados 82.262,47 euros.

Depois da França, os dois países com mais subsídios (acima dos 120.000,00 euros) são a Venezuela e o Brasil.

As 21 associações de França que concorreram ao concurso, apresentaram 39 projetos e solicitaram quase 618 mil euros. A Associação Portuguesa Cultural e Social de Pontault-Combault obteve o maior apoio – foi a segunda associação com mais subsídio a nível mundial – com 46.062,50 euros, aos quais se devem acrescentar os 6.987,50 euros do Instituto Lusófono que integra a mesma associação. A APCS de Pontault-Combault recebe 31.850,00 euros para a 45ª Festa Franco Portuguesa e 14.212,50 euros para as Permanências sociais.

Logo depois, com 39.642,00 euros, surge a Cap Magellan. A associação juvenil apresentou 5 projetos, entre os quais os Estados Gerais da Lusodescendência (que obteve cerca de 13.154,50 euros) e a impressão do magazine CAPMag Júnior e sessões de leitura em português para crianças (com 12.000 euros).

A associação dos autarcas franceses de origem portuguesa, Cívica, obteve 21.000,00 euros para 4 projetos apresentados.

A Santa Casa da Misericórdia de Paris obteve 15.200,00 euros, o Sporting Club de Paris Futsal obteve 14.025,00 euros, a Associação Cultural Portuguesa de Neuilly-sur-Seine 13.025,00 euros, a associação EmBuscaDe de Poitiers 12.500,00 euros e a rádio Arc en Ciel de Orléans obteve 10.925,00 euros.

Na região parisiense obtiveram ainda subsídios a AGRAFr (8.510,00 euros), a Associação Alegria dos Emigrantes de Montfermeil (8.415,00 euros), a Associação Cultural Portuguesa de Aulnay-sous-Bois (8.250,00 euros), a Associação de Viroflay (7.560,00 euros), a companhia de teatro Cá & Lá (3.025,00 euros) e a associação Guitar’Essonnes (2.750,00 euros).

Fora da região parisiense, foram atribuídos subsídios à Associação França Portugal Europa de Oloron Sainte Marie (5.559,60 euros), ao Comité Aristides de Sousa Mendes de Bordeaux (4.950,00 euros), à associação O Sol de Portugal de Bordeaux (3.840,00 euros), à Associação Cultural Portuguesa de Strasbourg (2.000,00 euros) e à Associação Lusophonie de Pau (1.500,00 euros),.

O Presidente do Júri é o Embaixador Luís Ferraz, antigo Cônsul Geral de Portugal em Paris e atual Diretor Geral da Direção Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas (DGACCP), seguindo-se a Subdiretora-geral Maria Manuel Durão e a Diretora dos serviços de emigração Rosa Isabel Campizes.

Segundo o Regulamento do concurso, a DGACCP deve anunciar uma primeira proposta de distribuição da dotação orçamental até 15 de março. As associações têm 10 dias úteis para contestar a decisão e só terminado este período é que será elaborada a lista definitiva dos apoios. O processo deve estar concluído até 15 de maio.

 

Donativos LusoJornal
X