Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

O Camões Instituto e a Universidade Sorbonne vão criar a Cátedra Paul Teyssier, homenageando o linguista, lusitanista e tradutor francês, no âmbito de um protocolo de cooperação a ser assinado ontem, naquela instituição francesa de ensino superior.

Segundo um comunicado do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, esta cátedra vem reforçar “a colaboração entre as duas instituições, que remonta a 1930, quando aí foi colocado o primeiro Leitor de Português”.

“A Cátedra Paul Teyssier vem apoiar e valorizar o papel pioneiro da Sorbonne na promoção dos estudos portugueses em França, que tiveram início em 1919, ano em que a universidade criou o primeiro curso de Língua e Literatura Portuguesa no país”, acrescenta.

O Instituto Camões destaca ainda o nome de Paul Teyssier (1915-2002), “figura ilustre” da Universidade Paris-Sorbonne, responsável pela criação do Departamento de Português e investigador da língua portuguesa, que representa “uma inspiração para uma cátedra que tem nos seus propósitos a dinamização de equipas multidisciplinares e de redes colaborativas de investigação em torno de circuitos culturais (tradução e estudos de receção), estudos históricos e pós-coloniais, bem como expressões textuais e visuais (literatura, artes plásticas, cinema), que constituem alguns dos seus eixos de investigação”.

Entre as obras de Paul Teyssier destacam-se “A Língua de Gil Vicente”, “História da Língua Portuguesa”, “Manual de Língua Portuguesa” e “Études de litterature et de linguistique”, entre outros títulos.

Esta é a sexta cátedra do Instituto Camões em França, juntando-se às Cátedras Lindley Cintra em Nanterre, Solange Parvaux em Paris, Sophia de Melo Breyner em Nantes, Sá de Miranda em Clermont-Ferrand e Eduardo Lourenço em Aix-Marseille.

A Cátedra Paul Teyssier é a 56ª da rede que o Camões vem criando em parceria com instituições de ensino superior em 22 países, no âmbito da qual mais de 500 docentes e investigadores desenvolvem ensino e investigação em torno de temáticas da língua, da cultura, da história e da sociedade, frequentemente numa perspetiva abrangendo não apenas Portugal, mas os países e regiões de língua portuguesa.

A cerimónia de assinatura do protocolo de cooperação terá lugar na Embaixada de Portugal em Paris, às 18h00 de hoje, contando com a presença, entre outros, do Presidente do Instituto Camões, João Ribeiro de Almeida, do Reitor da Faculdade de Letras da Sorbonne, Alain Tallon, do Embaixador de Portugal em Paris, Jorge Torres Pereira, da Coordenadora de ensino de português em França, Adelaide Cristóvão, e do Diretor do departamento de Estudos Ibéricos e Latino-Americanos da Sorbonne.

 

Ensino

 

X