Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Comunidade

 

Para as eleições legislativas de 30 de janeiro, os Portugueses residentes no estrangeiro recebem o boletim de voto pelo correio e devem também reenviar o voto pelo correio.

No estrangeiro o recenseamento não é obrigatório, mas, em princípio, quem tem o Cartão do Cidadão, está automaticamente recenseado e por isso deve receber o Boletim de voto em casa.

O ideal seria de ter verificado antes das eleições se está efetivamente recenseado e se a morada postal está atualizada. A morada errada é a causa principal dos eleitores não receberem o Boletim de voto.

Mas pode haver outras razões.

Este ano, através do portal EuEleitor, pode acompanhar o percurso da carta com o seu boletim de voto postal, remetido pela Administração Eleitoral, bastando para tal inserir, nos campos próprios, o número do Cartão do Cidadão e a data de nascimento.

Consulte AQUI.

 

Donativos LusoJornal
X