Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A sexta etapa do Dakar 2020 decorreu nesta sexta-feira 10 de janeiro entre as cidades de Hail e de Riyadh, na Arábia Saudita. O navegador português Paulo Fiúza (direita) ao lado do piloto francês Stéphane Peterhansel (esquerda), na equipa X-Raid Mini, venceram na categoria dos automóveis nesta sexta etapa.

O Francês Stéphane Peterhansel e o Português Paulo Fiúza venceram a 6ª etapa com 1 minuto e 33 segundos de vantagem sobre o Espanhol Carlos Sainz, ao volante de uma Mini, e com 3 minutos e 22 segundos sobre o Qatari Nasser al-Attiyah (Toyota).

Na geral, Paulo Fiúza e Stéphane Peterhansel permaneceram no 3° lugar a 16 minutos e 20 segundos do líder, o Espanhol Carlos Sainz (Mini), enquanto o Qatari Nasser al-Attiyah (Toyota) ocupa a 2ª posição a 7 minutos e 48 segundos do líder.

De referir que o navegador português Filipe Palmeiro, com o piloto lituano Benediktas Vanagas, ocupam o 10° lugar a 2 horas, 38 minutos e 26 segundos do líder.

No que diz respeito à categoria das motas,

Paulo Gonçalves (Hero) alcançou o melhor resultado entre os motards portugueses no Rali Dakar, ao terminar no 8° lugar a sexta etapa da prova de todo-o-terreno que está a ser disputada na Arábia Saudita. O piloto luso gastou mais 8 minutos e 16 segundos do que o vencedor da tirada, o piloto norte-americano Ricky Brabec (Honda).

Na geral, o melhor português é António Maio (Yamaha) que ocupa o 30° lugar a 4 horas, 12 minutos e 12 segundos do líder, o Norte-Americano Ricky Brabec (Honda).

Quanto aos outros portugueses: Fausto Mota (Husqvarna) está no 34° lugar, à frente de Mário Patrão, 38°. O Português Paulo Gonçalves, que foi vítima de problemas no motor da sua Hero no início da etapa de terça-feira do Rali Dakar, ocupa agora o 46° lugar a 8 horas, 05 minutos e 58 segundos do líder.

 

LusoJornal Artigos
X