Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Desporto

 

Tal como o tinha feito numa entrevista ao LusoJornal, a Treinadora do Lyon assumiu ontem o seu “orgulho” nas raízes portuguesas, após a vitória por 5-0 na visita ao Benfica, no Seixal, para a quinta jornada do Grupo D da Liga dos Campeões de futebol feminino.

Sónia Bompastor fez questão de dispensar os serviços do tradutor assim que chegou o momento de responder às perguntas dos jornalistas portugueses, disponibilizando-se para “responder em português” fluente e assumir que viveu “um jogo muito especial”.

“Para mim, foi um prazer vir aqui jogar com o Benfica. Toda a família da parte da minha mãe vive em Portugal e estiveram cá dois tios meus a ver o jogo. Apesar de ter nascido em França, tenho muito orgulho nas minhas origens. Foi muito especial para mim”, assumiu a Treinadora lusodescendente.

Sem se deter, a antiga jogadora internacional por França adiantou ainda que “a família também é benfiquista” e mostrou-se, por isso, “muito contente pela vitória, mas também pelo Benfica e pelo futebol feminino português”.

“Estão a dar passos em frente e no bom caminho. É muito positivo para o futebol europeu e sobretudo para o futebol português”, comentou, durante a conferência de imprensa que se seguiu ao encontro, no Seixal.

Com os dois familiares mencionados a assistirem no auditório, Sónia Bompastor elogiou a atitude da equipa orientada por Filipa Patão e destacou que “o golo marcado muito cedo, a potência física” das suas jogadoras “e as bolas paradas, que fizeram a diferença”, mas frisou que as ‘encarnadas’ fizeram “coisas muito interessantes”.

“O que mais gostei na equipa do Benfica foi que elas não tiveram medo de jogar contra o Lyon e mantiveram a sua filosofia de posse de bola. Têm jogadoras para o fazer e foi muito bom para elas”, destacou.

 

Donativos LusoJornal
X