Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

A FIFA acaba de multar o Lusitanos de Saint Maur (National 2) com uma multa de 50.000 euros, no seguimento de uma queixa do jogador Joel Silva que jogou no clube entre julho e dezembro de 2019, mas esta ação da Federação internacional está a criar um mar de críticas nos adeptos e nos dirigentes do clube franco-português do Val-de-Marne (94).

O Lusitanos de Saint Maur contratou Joel Silva ao Fafe (D3) em julho de 2019 (ver foto) para preparar a época 2019-2020. O atacante de Barcelos, de 30 anos, jogou apenas três jogos, entre julho e dezembro, dois para o Campeonato e um para a Taça de França.

Em dezembro de 2019, o jogador foi passar as festas de Natal e de Fim de ano com a família e acabou por ficar em Portugal, tendo integrado o Alverca (D3).

Em França o jogador não tinha um “contrato federal”, de jogador profissional, mas sim uma licença amadora, com um contrato de trabalho com a duração de dois anos. O Lusitanos aceitou que o jogador jogasse pelo Alverca.

Segundo o clube franco-português, Joel Silva ligou para o Lusitanos no verão passado para voltar a integrar o clube, alegando que tinha um contrato por dois anos.

Por um lado o Lusitanos recusou, alegando que o jogador tinha ido embora para outro clube, e por outro lado, o jogador insiste que tinha um contrato de trabalho de dois anos. Como as duas partes não se entenderam, o jogador recorreu para a FIFA.

A decisão da instância mundial do futebol, que condenou o Lusitanos a pagar 50.000 euros ao jogador, criou surpresa no meio futebolístico já que se trata de um clube amador. O Presidente do clube, Mapril Batista, que recusou uma entrevista ao LusoJornal, mostrou indignação à imprensa francesa, e anunciou que vai recorrer da sentença. Em declarações ao jornal Le Parisien, o Presidente do clube diz que esta decisão deixa o Lusitanos numa situação financeira delicada “porque alguns patrocinadores nos deixaram com esta crise sanitária”.

Arthur Machado, o antigo Presidente do clube considera que, tratando-se de um contrato de trabalho e de um “jogador amador”, então “devia ser o Conselho de Prud’hommes a ocupar-se deste caso” e, brincando, escreve nas redes sociais: “A FIFA classificou o Lusitanos com o estatuto profissional? Bem-vindos entre os maiores”.

“Demente”, “ingerência”, “extravagante”… são alguns dos termos mais utilizados pelos adeptos do clube que comentam nas redes sociais a decisão da FIFA de condenar um clube amador.

 

Desporto
X