Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Alunos de Saint Germain-en-Laye e de Saint Cloud nos passos de Miguel Torga

No livro Portugal, o escritor Miguel Torga convida o leitor para uma viagem através do seu «reino maravilhoso», ou seja, Trás-os-Montes e o vale do rio Douro. Ora, criar um diálogo entre viagem, literatura e imagem é precisamente o objetivo da exposição fotográfica de Dominique Stoenesco, ex-professor de português do ensino secundário público, intitulada «O vale do rio Douro, nos passos de Miguel Torga».

A exposição dedica um espaço importante aos 24 painéis de azulejos da estação de comboio do Pinhão, que evocam a terra, a labuta do homem e a beleza das paisagens transmontanas.

Foi a partir deste trabalho que, no passado dia 18 de maio, os alunos de português das turmas de Terminale do Liceu Internacional de Saint Germain-en-Laye e do Liceu Alexandre Dumas, de Saint Cloud, puderam beneficiar de uma atividade cultural e pedagógica em torno da obra de Miguel Torga, um autor que faz parte do programa de literatura portuguesa do OIB (Bac – option internationale).

A atividade realizou-se também no âmbito do projeto «Ler Consigo», do Instituto Camões, que a professora de português, Carla Lourenço, desenvolve nestes dois estabelecimentos e que pretende ajudar a desenvolver nos alunos o gosto pela leitura.

Durante as suas intervenções, seguindo os passos de Miguel Torga entre Miranda do Douro e o Porto («Começa em Miranda do Douro e acaba na Foz, este calvário. Começa em pedra e água, e acaba em pedra e água»), Dominique Stoenesco começou por mostrar o mapa da região e depois projetou algumas imagens, ilustrando a biografia do autor (nascido em São Martinho de Anta) e mostrando as paisagens, os vinhedos, a vida local e as tradições.

Em paralelo e em complemento às imagens, os alunos leram, em voz alta e de forma expressiva, alguns excertos do livro Portugal.

Abordar a obra de Miguel Torga, excecional tanto pela sua dimensão quanto pela sua diversidade, através deste diálogo harmonioso entre o texto e a imagem, constitui sem dúvida um duplo interesse, pedagógico e cultural e constituiu uma oportunidade única para os alunos destas duas Secções internacionais.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 5 Votos
6.1
X