Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O novo trabalho de Sónia Cortez, intitulado «Essência», foi lançado no dia 15 de dezembro de 2018, podendo também ser ouvido nas plataformas digitais.

Sónia Cortez, residente em Toulouse, em França, nasceu na cidade de Caldas da Rainha, distrito de Leiria, a 24 de fevereiro. Desde cedo demonstrou a sua paixão pela música. Aos 15 anos ingressou num projeto da Rádio Litoral Oeste onde era corista.

O tema «Nas asas de um sonho» trouxe ao conhecimento do grande público a voz e a presença de Sónia Cortez. Este tema integra o álbum de estreia de uma intérprete que emigrou para França em busca de uma oportunidade. O resultado do esforço surgiu em 2016 com a edição de «Do fundo da alma».

«Do fundo da alma» foi o seu primeiro álbum, composto por 13 temas, de referir ainda nesse CD de estreia a inclusão de temas em inglês, francês e espanhol.

No final do ano de 2018 vem a público o seu novo álbum, «Essência», uma aposta da editora Distrirecords.

Este será o seu segundo álbum, onde podemos encontrar nova sonoridade, nunca perdendo a sua “essência” doce, romântica, dando continuidade ao álbum anterior, sendo de novo autora de todos os temas e co-compositora de seis deles. Tendo temas cantados em português, inglês e francês.

De notar ainda que em 2019 Sónia Cortez celebrará 10 anos de carreira.

 

Saiu um novo trabalho, o que podemos dizer de «Essência»?

Essência é um álbum que fala de emoções, um seguimento do álbum anterior. Uma afirmação daquilo que pretendo ser e dar à música Portuguesa. Um estilo pop muito próprio, uma nova sonoridade nunca perdendo a minha “essência”. Um álbum à minha imagem onde cada tema é uma história, de amor, de coragem, de perseverança…

 

Qual foi o tema mais difícil a escrever ou a cantar?

A música mais difícil de escrever foi “Mon Rêve”. Porque não sou francesa, vivo em França há apenas seis anos, logo nunca estudei a língua, tornando-se muito mais difícil a construção da letra. No entanto sou uma pessoa muito obstinada e persistente, e foi isso que me ajudou a construir o tema. Este tema retrata muito bem o meu amor pela música e este meu sonho antigo de querer ser artista.

 

Comparando com o álbum precedente, quais são as principais diferenças?

A diferença do álbum «Do fundo da alma» para este é a transição de sonoridade. Onde optámos por renovar e dar um ‘refresh’ no meu estilo.

 

A Sónia é uma artista completa, o que prefere na música?

Agradeço o elogio… No fundo, eu acho que ser-se completa enquanto artista é isso mesmo, gostar de escrever, compor e interpretar. Isso sim é amar esta arte pela qual estou apaixonada desde que nasci. Além de que, como costumo dizer “Ninguém melhor que eu para dizer o que sinto”.

 

Cada vez que sai um álbum, é sempre o mesmo sentimento?

Eu vivo intensamente cada álbum, cada tema, como se fosse o primeiro, e penso que será sempre assim. Talvez se prenda pelo facto de ser tão “meu”, porque estou nele a 100%, como autora, compositora, produtora e intérprete. Logo é como ver-se um novo “filho” nascer, por mais que passemos por essa experiência nenhum é igual, salvo o amor que temos por eles, esse é eterno.

 

Como tem sido a relação com o público em França?

Tem sido muito bom. Aliás o público francês também vem aos meus concertos e o mais curioso é que apesar da maioria não perceberem português, gostam da minha voz. Há quem diga que é uma voz meiga e doce, voz de filmes da Disney (risos)… E eles sabem que apresentarei sempre um tema em francês, deixando-os estarrecidos com o miminho.

 

E como tem sido a relação com Portugal?

O público português começa pouco a pouco a conhecer esta Sónia que canta com alma e coração. E assim subindo degrau a degrau irei conseguir conquistar o público e o meu espaço no panorama musical Português.

 

Estamos no fim do ano, que balanço podemos fazer de 2018 a todos os níveis?

2018 foi um ano de intenso trabalho de preparação deste novo álbum. Um ano de emoções fortes, de trabalho árduo… Contudo muito orgulhosa do resultado final.

 

Quais são as perspetivas para 2019?

A tour “Essência” vai arrancar já em 2019. Os contactos já começaram, e iremos agendar novos concertos. Esperemos que seja um ano fantástico, pois neste ano de 2019 celebro 10 anos de carreira, logo bons motivos para sorrir.

 

O que podemos desejar a nível pessoal à Sónia para 2019?

Espero que seja um ano de muito trabalho, rico em saúde. Pois tendo saúde tudo o resto se conquista. Cantar é um prazer tão grande que desejo poder partilhá-lo com o público. A todos desejo um Mundo melhor, igualdade para todos os seres, paz, saúde, amor e um ano de conquistas pessoais e profissionais.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 13 Votos
7.6
X